TST não concede liminar e Oscar segue sem poder jogar pelo Inter

Clube gaúcho espera inclusão como parte interessada no processo para fazer nova tentativa

iG Porto Alegre |

AE
Oscar segue sem poder jogar
O meia-atacante Oscar teve mais uma derrota jurídica nesta quarta-feira. O ministro Roberto de Lacerda Paiva, do Tribunal Superior do Trabalho, indeferiu o pedido de liminar para que o jogador pudesse voltar a jogar.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os advogados do jogador ainda podem recorrer da decisão. Com o pedido negado, Oscar segue na mesma situação: treinando no Beira-Rio , mas impossibilitado de jogar pelo Inter .

O Inter aguarda para a próxima semana a inclusão do clube no TRT-SP como parte interessada no processo. Feito isso, o Inter poderá pedir em Brasília o efeito suspensivo para a atual decisão liberando Oscar para jogar.

Veja também: Mesmo sem jogar, Oscar desequilibra nos treinos

A primeira tentativa, negada nesta quarta, havia sido feita pelos advogados do jogador.

O caso:
Oscar deixou o São Paulo em 2010 após ganhar a liberdade na justiça. Na época, ele alegou que cláusulas do contrato não foram cumpridas. Meses depois, teve 50% dos direitos adquiridos pelo Inter pelo valor de R$ 7,2 milhões.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

A disputa judicial envolve São Paulo e Oscar desde 2010. O clube paulista  conseguiu reverter a decisão no fim de março , com a  determinação que o antigo contrato voltasse a ter valor . Desde então, o meia está impedido de atuar, pois teve seu atual registro pelo Inter retirado pela CBF.

Na última semana, os clubes se reuniram para tentar um acordo . O Inter fez uma oferta para indenizar o São Paulo , mas o valor foi rejeitado pelo clube do Morumbi .

Inter ou São Paulo? Pra quem você torce no 'caso Oscar'?

    Leia tudo sobre: InternacionalSão PauloOscar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG