Em noite de Wellington Paulista, Cruzeiro vira e se classifica

Time mineiro saiu atrás do marcador para a Chapecoense, mas atacante marcou duas vezes e garantiu vaga

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O Cruzeiro tomou um grande susto na noite dessa quarta-feira, mas conseguiu sua classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. O time mineiro bateu a Chapecoense por 4 x 1, depois de sair atrás no marcador. Wellington Paulista foi o nome da noite, com dois gols, sendo um deles muito bonito.

Depois do empate por 1 x 1 em Chapecó , o time catarinense veio para Minas Gerais com uma escalação conservadora, com apenas um atacante. Saindo nos contra-ataques, acabou conseguindo o gol que tanto precisava, dificultando a vida do Cruzeiro, que não fazia boa apresentação no primeiro tempo.

Mas na segunda etapa a história foi diferente e a suada virada foi conquistada, com gols de Wellington Paulista e Anselmo Ramon. Agora a equipe cruzeirense encara o Atlético-PR nas oitavas de final da Copa do Brasil.

O jogo
Os dois times começaram se estudando muito, sem presença no ataque. Sem meio-campo para manter a posse de bola, o Cruzeiro não conseguia articular suas jogadas, enquanto a Chapecoense passava a gostar do jogo.

E foi dos catarinenses a primeira chance. Depois de boa trama pela direita, Éber recebeu bom passe e finalizou levando perigo à meta de Fábio. A falta de interesse do Cruzeiro pelo jogo acabou punida ainda no primeiro tempo. Fabiano aproveitou cochilada da defesa celeste e bateu cruzado para silenciar a Arena do Jacaré e abrir o placar.

O gol deixou o time mineiro nervoso e os erros passaram a ser cometidos em escala maior. Apesar da fraca atuação no primeiro tempo, o gol de empate foi alcançado. Thiago Carvalho aproveitou saída em falso do goleiro Rodolpho e completou de cabeça para as redes.

O segundo quase saiu nos acréscimos, mas Victorino perdeu chance clara na cara do goleiro. “Perdemos o meio-campo, mas depois acertamos. Vamos em busca do gol da vitória no segundo tempo”, explicou o atacante Wellington Paulista.

Percebendo que a Chapecoense estava fechada demais, Vágner Mancini promoveu as entradas de Roger e Élber no time. E as alterações surtiram efeito, com o time ganhando mais mobilidade no ataque.

Tanto é que Wellington Paulista não demorou para fazer o segundo. O atacante experimentou de fora da área e acertou o canto do gol da Chapecoense para aliviar a torcida cruzeirense. O golpe parece ter sido forte demais para a Chapecoense, que sentiu. Aproveitando o momento, Anselmo Ramon fez grande jogada individual e bateu cruzado para fazer o terceiro e explodir a Arena do Jacaré.

Mas a noite era mesmo de Wellington Paulista. O atacante recebeu lançamento em profundidade de Roger. Mostrando muita frieza, o atacante encobriu o goleiro antes de balançar as redes catarinenses.

FICHA TÉCNICA- CRUZEIRO 4 X 1 CHAPECOENSE
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data : 18 de abril de 2012, na quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro : Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Luis Marques, ambos de SP
Renda: R$ 66.091,50
Público:
4.078 pagantes
Cartões amarelos: Wallyson, Amaral e Roger (CRU); William e Souza (CHA)

Gols:
CRUZEIRO:
Thiago Carvalho, aos 45 minutos do primeiro tempo; Wellington Paulista, aos 22 e aos 33 minutos do segundo tempo; Anselmo Ramon, aos 29 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Fabiano, aos 32 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Fábio; Marcos (Élber), Thiago Carvalho, Victorino e Éverton; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira e Montillo (Amaral); Wallyson (Roger), Anselmo Ramon e Wellington Paulista
Técnico: Vágner Mancini

CHAPECOENSE : Rodolpho; Fabiano, Leonardo e Souza; Diego Roque; Wanderson, Athos, Neném, Eliomar (Rafael Mineiro) e William (Esquerdinha), Éber (João Paulo)
Técnico: Itamar Schulle

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente o duelo contra a Chapecoense

    Leia tudo sobre: CruzeiroChapecoenseCopa do Brasil 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG