Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deivid, do Flamengo, provoca o Vasco e esquenta clássico da semifinal

Atacante lembra que já conquistou títulos em cima dos rivais defendendo outros clubes e pede concentração total para 'salvar' o semestre

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Desde o gol incrível perdido na semifinal da Taça Guanabara, contra o Vasco, quando o Flamengo foi eliminado, Deivid convive com a lembrança do lance e com as provocações da torcida rival, que passou a gritar o seu nome no estádio. Porém, agora, antes da semifinal da Taça Rio, contra o clube de São Januário, ele resolveu devolver na mesma moeda. Indagado se o incomodava ver a torcida adversária gritando seu nome, disparou:

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"A torcida do Vasco grita meu nome porque ganhei um Brasileiro em cima deles e os tirei de uma Copa do Brasil, então acho que é por isso. Agora estou no rival, por isso gritam meu nome. Espero estar em uma grande tarde e ajudar o Flamengo", disse Deivid, se referindo ao confronto com os vascaínos quando defendia o Cruzeiro nas quartas de final da Copa do Brasil de 2003, e ao título brasileiro conquistado em 2004 com o Santos. Apesar deste campeonato ter sido por pontos corridos, o jogo que confirmou a conquista dos paulistas foi a vitória sobre o Vasco.

Leia mais: Willians não treina e deve desfalcar o Flamengo contra o Vasco

Lembrando que desde os tempos de Santos e Cruzeiro não tem uma sequência tão boa como a que vive agora, Deivid afirmou que o Flamengo tem de ter concentração total para a semifinal da Taça Rio, mas ressaltou que prefere jogar clássicos. Ele frisou ainda que, para o Flamengo, o jogo representa a última chance de tentar salvar o primeiro semestre, já que o time foi eliminado na fase de grupos da Libertadores.

Confira ainda: Irmão de R10 é condenado a prisão por lavagem de dinheiro

"Temos esse jogo para salvar essa primeira metade do ano. Quando é uma pressão positiva, ajuda, quando é negativa, atrapalha. Temos mais jogadores experientes do que jovens e temos de usar isso para vencer. Prefiro jogar 10 clássicos do que enfrentar times pequenos, porque são jogos abertos e as oportunidades vão aparecer", disse.

Na última partida contra o Vasco, pela fase de grupos da Taça Rio, Deivid marcou o primeiro gol na vitória por 2 a 1. O segundo foi de Ronaldinho Gaúcho, de pênalti, em partida que terminou em confusão. "Último jogo eu fiquei feliz, marquei o gol... Mas naquele semifinal o mais complicado foi rever o lance e ver que estava muito fácil de colocar para dentro", disse o atacante, dando de ombros para as provocações. "Zoação não me irrita não, para me tirar do sério o cara tem de ser um fenômeno", brincou Deivid.

Leia tudo sobre: flamengodeividcampeonato carioca 2012vasco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG