Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Semifinal entre Atlético-MG e Tupi marcada por centenário de novo

Sem 2008 o Atlético-MG comemorava 100 anos, o duelo de 2012 é marcado pelo 100º aniversário do Tupi

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Enfrentar o Tupi na semifinal do Campeonato Mineiro não é novidade para o Atlético-MG . Em 2008 as duas equipes se enfrentaram nessa altura do Estadual e o time da capital levou a melhor, com duas vitórias. Unidos pelas mesmas cores, o preto e o branco, e também pela mascote, o Galo, até a semifinal com participação dos dois clubes tem semelhança. Se há quatro anos o Atlético-MG festejava seu centenário, agora é a vez do Tupi.

O clube da capital foi fundado em 25 de março de 1908. Os confrontos com o Tupi, nos dias 13 e 19 de abril foram uns dos primeiros do Atlético-MG depois de ter completado 100 anos. Já o Tupi está em contagem regressiva, pois foi fundado em 26 de maio de 1912. Portanto, na data do segundo confronto da semifinal, possivelmente no domingo 29, faltará menos de um mês para o centenário do clube de Juiz de Fora.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

Disposto a estragar a festa do Atlético-MG em 2008, o Tupi entrou na semifinal com mais força do que tem agora. O time fez segunda melhor campanha da primeira fase, ficando atrás apenas do Cruzeiro. Portanto, a vantagem de jogar por dois empates e decidir em casa era da equipe de Juiz de Fora. Depois de perder por 3 a 2, no Mineirão, o Tupi precisava vencer por um gol de diferença para chegar à final.

Leia também: Cuca diz que Atlético-MG vai com a defesa reserva contra o Tupi

E bem que o time do interior tentou. Então sob o comando do técnico João Carlos, o Tupi fez uma boa partida e só não abriu o placar por conta de grande atuação do goleiro Juninho e também pela falta de pontaria de seus atacantes, que curiosamente são os mesmos daquela época, Allan Taxista e Ademílson. O gol de alívio e que sacramentou a classificação atleticana foi marcado somente aos 45 minutos do segundo tempo, por Renan Oliveira, depois de cruzamento de Danilinho , outro envolvido mais uma vez na semifinal entre Atlético-MG e Tupi.

Além da vaga na semifinal, o Tupi também comemorou o simbólico título de campeão do interior. Por isso, o clube recebeu um troféu da Federação Mineira de Futebol (FMF) para marcar o feito. E pela quarta vez na sua centenária história que o Tupi é o time do interior melhor colocado no Estadual. Nas outras vezes foram em 1985, 2003 e 2008.

Fantasma do Mineirão

Por muitos anos o Tupi ficou conhecido no futebol mineiro como o “Fantasma do Mineirão”, por conta de uma série de três triunfos seguidos sobre os clubes da capital. Depois de vencer o Cruzeiro por 3 a 2, em Juiz de Fora, o Tupi foi desafiado pelos três clubes na capital, no começo de 1966, quando o principal estádio de Minas Gerais nem sequer tinha um ano de funcionamento. A equipe do interior não se intimidou diante dos adversários e nem mesmo do novo e gigantesco estádio. Assim, o Tupi venceu o Atlético-MG (2x1), o América-MG (2x1) e Cruzeiro (2x1) e ganhou o apelido de “Fantasma do Mineirão”.
 

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGMineiro 2012Tupi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG