Tamanho do texto

Atacante do time campineiro teira agredido uma mulher em uma festa organizada pelo próprio jogador

O atacante Roger se envolveu em mais uma polêmica após o seu retorno ao time da Ponte Preta . Dessa vez, o jogador é acusado de agressão por uma mulher que participava de uma festa de carnaval organizada pelo jogador no bairro em que foi criado, em Campinas.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

O incidente rendeu, inclusive, um boletim de ocorrência para o atleta da Ponte Preta, que terá que se apresentar a uma delegacia local para prestar depoimento. No entanto, Roger ganhou o apoio dos presentes na festa, que organizam um abaixo-assinado para livrar o centroavante alvinegro de qualquer acusação formal na Justiça.

Veja também:  Presidente minimiza críticas de Kleina e descarta crise na Ponte

Segundo a mulher que denunciou Roger à polícia, a agressão teria acontecido após uma discussão com o atleta, que teria acertado uma lata de cerveja em seu rosto. Em contrapartida, o jogador alega que apenas se desvencilhou de sua delatora, que estaria alcoolizada e tentava empurrá-lo na frente dos presentes na comemoração.

E mais:  Gian aponta ano de destaque para a Ponte e quer colher frutos já

Alvo de protestos da torcida ponte-pretana, o centroavante sequer fez seu primeiro jogo pela Macaca em seu retorno a Campinas. O atleta foi duramente criticado por ter vestido a camisa de uma torcida organizada do Guarani e faixas contra sua contratação foram levadas no último jogo da Ponte Preta no Campeonato Paulista.