Enquanto Botafogo faz contas para sonhar com a Libertadores, Flu precisa de um empate para jogar a fase de grupos do torneio

Neste domingo, Botafogo e Fluminense fazem um clássico muito esvaziado neste sábado, às 17 horas (de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela última rodada do Campeonato Brasileiro . Embora ainda existam objetivos a serem cumpridos, os discursos de ambos os lados já projetam a próxima temporada.

Botafogo é o 9º e Fluminense o 3º na tabela. Veja a tabela do Brasileirão

O Botafogo soma 55 pontos e tem chances matemáticas de disputar a Copa Libertadores. Para isso, precisa vencer e torcer por tropeços de Coritiba, Internacional, Figueirense e São Paulo. Já o Fluminense aparece na terceira posição com 62 pontos e ainda depende de um empate para garantir vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. Isso porque, caso seja derrotado, o Fluminense pode ser ultrapassado pelo Flamengo, que soma 60 pontos e encara o Vasco, sendo obrigado a participar da etapa preliminar do torneio continental.

Acompanhe o tempo real do iG de todos os jogos da rodada final imperdível do Brasileirão

"Nós temos um clássico importante contra o Botafogo e vamos fazer de tudo para ganhar. Mas não me preocupo se terminarmos na pré-Libertadores, pois pré-Libertadores já é Libertadores. Temos que comemorar uma grande campanha que tivemos, garantindo a nossa classificação quando ninguém esperava" disse o técnico Abel Braga, que não poderá dirigir o Flu à beira do campo por estar suspenso pelo STJD. O auxiliar Leomir assumirá a função.

Botafogo, de Elkeson, faz contas para chegar à Copa Libertadores de 2012
Futura Press
Botafogo, de Elkeson, faz contas para chegar à Copa Libertadores de 2012
Do lado botafoguense, o objetivo é esquecer os milagres necessários e jogar 90 minutos de bom futebol. "Temos que ir a campo pensando que precisamos da vitória para garantirmos a classificação para a Copa Libertadores, independentemente do que acontecer nas outras partidas. Não podemos facilitar as coisas para o azar. Seria muito ruim a rodada terminar com todos os resultados nos favorecendo sem que a gente tenha feito a nossa parte", disse o técnico interino Flávio Tênius.

Leia também: Rodada épica coroa um Brasileirão inesquecível

Realmente azar é algo que o Botafogo vem descartando nas últimas semanas. Na semana que antecede o clássico, três protestos foram feitos pelos torcedores, incluindo pichação a paredes do Engenhão e gritos contra Elkeson e Cortês em dia de treino do elenco. Os jogadores admitem que estão devendo para a torcida e esperam fechar a temporada com uma vitória.

"Nós infelizmente não conseguimos fazer aquilo que se esperava do Botafogo, que era a conquista do título, e ainda deixamos que as chances de vaga na próxima Copa Libertadores ficassem muito reduzidas. Porém, posso dizer que não tem faltado luta e determinação e o nosso pensamento é honrar a camisa do Botafogo nesta última rodada e conquistar uma vitória sobre o Fluminense, independentemente de valer ou não a classificação", disse o goleiro Jéfferson.

Já os jogadores do Fluminense pretendem apagar um jejum negativo na temporada. Em 2011 o Tricolor ainda não conseguiu vencer clássicos contra os seus outros três rivais do Rio de Janeiro. No primeiro turno, contra o Botafogo, derrota por 2 a 1.

"Nós estamos tendo um desempenho nos clássicos longe daquilo que a torcida deseja, embora o time até tenha jogado bem em algumas ocasiões e sempre lutado pela vitória. Portanto, isso só já serve de motivação contra o Botafogo. Mas também queremos a vaga diretamente na fase de grupos da Copa Libertadores", disse o atacante Fred.

As equipes não foram confirmadas oficialmente pelos seus treinadores. No Fluminense, a única dúvida é de ordem médica. O volante Edinho, com fortes dores no tornozelo esquerdo, é dúvida e pode dar lugar ao colombiano Valencia. A ausência do titular vai impedir o comandante do Tricolor de repetir pela terceira vez consecutiva a escalação que goleou o Figueirense por 4 a 0 e que foi derrotada pelo Vasco por 2 a 1 no último fim de semana.

Leia também: Equilíbrio predomina em clássicos, e só Cruzeiro tem domínio

Pelo lado do Botafogo, a única dúvida é sobre o aproveitamento do zagueiro Antônio Carlos, que sente dores na coxa direita. Com o provável veto, Gustavo permanecerá como companheiro de Fábio Ferreira. Existia ainda grande expectativa sobre a lateral esquerda. O meia Everton jogou de forma improvisada no setor durante a goleada de 4 a 0 para o Atlético-MG. Além de não ter agradado, fazendo pênalti que contribuiu para o gol que abriu caminho para o triunfo mineiro, o jogador recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão. Assim, Cortês, barrado contra o Galo, levou a melhor sobre Márcio Azevedo e será titular mais uma vez.

Sem poder contar com o atacante Herrera, outro advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Galo e que cumprirá suspensão, Flávio Tênius vai manter o meia Felipe Menezes entre os titulares, utilizando mais uma vez o esquema que deixa Loco Abreu isolado na frente. Na lateral direita, Alessandro, mais uma vez deve ser o escolhido, pois Lucas continua com dores na coxa direita.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X FLUMINENSE

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 4 de dezembro de 2011 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Antônio Schneider (RJ)
Assistentes: Luiz Muniz de Oliveira (RJ) e Rodrigo Correa (RJ)

BOTAFOGO: Jéfferson, Alessandro, Antônio Carlos (Gustavo), Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes, Elkeson e Maicosuel; Loco Abreu
Técnico: Flávio Tênius

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Mariano, Leandro Euzébio, Elivélton e Carlinhos; Edinho (Valencia), Diguinho, Marquinho e Deco; Rafael Sobis e Fred
Técnico: Leomir

Entre para a Torcida Virtual do seu time e faça ele subir mais no ranking nacional

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.