iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/12 - 19:01

Novo diretor assume e fala com otimismo da chegada de Adriano

Roberto de Andrade, diretor de futebol do Corinthians, admite conversas com "Imperador" e acredita que negociação é possível

iG São Paulo

O novo diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, assume o cargo oficialmente na segunda-feira, mas já se diz animado com a chegada de Adriano. Diferente do presidente Andrés Sanchez e outros diretores do clube, Andrade admite que o clube já conversou com o "Imperador" e que espera por um final feliz dessa conversa, mesmo reconhecendo a dificuldade que envolve a negociação.

"O que posso dizer é o que eu sei. E o que eu sei é que existiu uma conversa. Essa conversa ainda não está findada, não virou a página. Está caminhando, estamos conversando, você sabe como que é uma negociação de um vulto desses. Não é fácil. Depende do clube e de um monte de coisa. Seria legal que ele viesse. Estou torcendo que dê certo. E quando eu falo torcendo é fazendo tudo que eu puder", disse Andrade à Rádio Globo.

Corinthians e Adriano já têm acertadas as bases salariais para um eventual contrato. O "Imperador" receberia R$ 400 mil mensais, o mesmo que ganha na Roma, e para acertar com o Corinthians precisa antes conseguir sua liberação do clube italiano.

Andrade foi anunciado como novo diretor de futebol no início desta sexta-feira. Ele assume o lugar de Mário Gobbi, que comandou o departamento nos últimos três anos. Ele considera que o trabalho do antecessor foi bem feito e avalia que a temporada, apesar de não ter terminado sem títulos, foi satisfatória.

"Nós temos um time forte, é um time bom, temos uma comissão técnica excelente. O fato de não ter ganho é fácil de entender se você vê o campeonato como um todo. Nós perdemos em detalhes, não pode julgar o time só pelo fato de não ter sido campeão. Foi satisfatória a participação no Brasileiro", avaliou.

O planejamento da temporada de 2011 já está sendo feito e segundo Andrade o fato de o Corinthians ter de disputar a fase pré-grupos da Libertadores não mudará em nada o rumo das contratações. É um jogo a mais, mas participar da Libertadores é sempre um prazer.

"Vamos ter um jogo para ter o direito de participar da fase de grupos. Lógico que o melhor era não ter esse jogo, mas não podemos encarar isso como o fim do mundo. Vamos jogar, vamos ganhar e vamos passar. Não temos que ter a hipótese que não vamos passar. Nosso planejamento, sem arrogância nenhuma, mas não podemos fazer um planejamento depois desse jogo. Lógico que é um obstáculo, mas só isso", disse o diretor, eleito como primeiro vice-presidente do clube na eleição vencida por Andrés Sanchez há três anos.

Andrade é inclusive um dos preferidos de Sanchez para ser o candidato da situação nas eleições no fim do ano. O diretor, contudo, prefere não se adiantar ao processo. "Agora meu pensamento está no departamento de futebol. Vou conduzir esse trabalho de forma legal. Sobre a eleição ainda temos um ano pela frente ainda. Fico contente de sempre estar sendo cogitado dentro do clube, mas pensar no futebol agora é a minha prioridade", disse Andrade.


Leia mais sobre: Corinthians Futebol Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias