iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/11 - 20:11

Felipão apoia marcação de pênaltis polêmicos e elogia autocontrole de Cuca

"Ele só deu um soquinho na mesa, respirou fundo e foi procurando as palavras. O Cuca deve ser mais educado do que eu", disse o palmeirense, sobre o técnico do Cruzeiro depois do jogo contra o Corinthians

Gazeta Esportiva

Se Luiz Felipe Scolari fosse árbitro no último final de semana, teria dado todos os pênaltis que fizeram crescer a polêmica do Campeonato Brasileiro em sua reta final. Nesta segunda-feira, o comandante defendeu a marcação das penalidades dos jogos entre Corinthians e Cruzeiro, e Fluminense e Goiás, resultados muito contestados e que interferiram diretamente na definição do título da competição.

"Se eu fosse juiz, eu daria o pênalti no Ronaldo, e olha que eu não sou corintiano de jeito nenhum", afirmou Scolari, em referência ao lance no qual Gil, nos minutos finais do jogo no Pacaembu, fez carga sobre o "Fenômeno" dentro da área. O camisa 9 marcou e garantiu a vitória do Corinthians, novo líder do nacional. Esse não foi o único lance duvidoso no Pacaembu. Os cruzeirenses ficaram na bronca.

"Se eu fosse juiz, também daria pênalti no menino do Cruzeiro, o Thiago Ribeiro", continuou Felipão, didaticamente. No lance em questão, ele caiu após tentar passar pelo goleiro Júlio César e acabou levando cartão amarelo por simulação. "Essa história de que ele deixou o pé não existe. Ele não é saci. Não anda com um pé só", exclamou o técnico palmeirense, que no passado viu situação semelhante acabar em penalidade.

"Vou mostrar para vocês o pênalti no Thierry Henry, na Copa do Mundo (de 2006). Ele praticamente mostrou o pé para o Ricardo Carvalho, e o árbitro marcou. Aí, fomos eliminados e não chegamos à final", relembrou o técnico, comandante da seleção portuguesa na ocasião. Zinedine Zidane marcou o gol da vitória francesa por 1 a 0, aos 33 minutos de jogo. Portugal acabou com o quarto lugar e a França, vice-campeã.

Ao final da partida no Pacaembu, o técnico do Cruzeiro, Cuca, classificou o jogo como "estranho" e, revoltado, disse que a não marcação do pênalti em Thiago Ribeiro foi "uma vergonha". "Com o Cuca a coisa foi muito... Ele só deu um soquinho na mesa, respirou fundo e foi procurando as palavras. E o Cuca deve ser mais educado do que eu. Entendeu?", disse o treinador do Palmeiras, pasmo com o autocontrole do cruzeirense.

"Se eu fosse juiz, daria o pênalti no menino do Fluminense também", complementou Scolari, em referência à última polêmica da rodada. Rodriguinho sofreu falta dentro da área, no final da partida contra o Goiás, e possibilitou o empate por 1 a 1. Conca marcou o gol e manteve o Fluminense vivo na briga pelo título, um ponto atrás do Corinthians. O Palmeiras, do qual Felipão é técnico, aparece apenas no 10º lugar.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias