iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/10 - 19:02

Cota de TV e premiação aumentam no Paulistão 2011
Clubes grandes receberão da TV Globo R$ 9,5 milhões, ou 35% a mais do que em 2010. Campeão embolsará R$ 2,5 milhões e até árbitros terão prêmio

Marcel Rizzo, iG São Paulo

Na reunião que definiu as regras do Campeonato Paulista 2011, na tarde desta terça-feira, os clubes tiveram a confirmação do aumento da cota paga pela TV detentora dos direitos de transmissão da competição, um pedido antigo dos grandes e pequenos. A Federação Paulista de Futebol também cresceu a premiação para o campeão e vice e vai dar, pela primeira vez, dinheiro até o oitavo colocado. Outra novidade foi a inclusão da fase de quartas de finais nos mata-matas.

A TV Globo pagará aos quatro grandes (Palmeiras, Santos, Corinthians e São Paulo) R$ 9,5 milhões, 35% a mais do que desembolsou para televisionar o Paulista de 2010, quando gastou R$ 7 milhões. Para os outros 16 participantes a cota é de R$ 1,8 milhão, paga em quatro cotas (vencendo em janeiro, fevereiro, março e abril de 2011).

No caso do Palmeiras, por exemplo, quase toda a cota já foi antecipada pela Federação Paulista no decorrer deste ano, para o clube pagar dívidas. O dinheiro que entrar da TV ficará então retido com a FPF. Não há confirmação se os outros três grandes anteciparam também suas cotas.

Para o campeão paulista, a premiação será de R$ 2,5 milhões, ou R$ 500 mil a mais do que o Santos levou pelo título de 2010. O vice receberá R$ 600 mil, R$ 100 mil a mais do que o Santo André na última temporada, e o campeão do interior R$ 250 mil, valor este que foi mantido. As novidades são que do terceiro colocado ao oitavo, que disputarão a fase final (agora inchada), ganharão cada R$ 100 mil e os três perdedores do torneio do interior levarão R$ 50 mil cada.

“Não podemos revelar os valores, mas acredito que são condizentes com a importância hoje do Campeonato Paulista”, disse Marco Polo Del Nero, presidente da FPF. O iG confirmou os valores com dois diretores de times do interior do Estado.

Ingressos e arbitragem
A Federação Paulista manteve no regulamento um ponto polêmico na competição do ano passado: o valor mínimo dos ingressos em R$ 30. Quando os grandes jogam no interior, o estádio enche, mas em confronto entre equipes médias e pequenas o preço é considerado alto e muitos estádios, principalmente com jogos em horário tardio, ficaram vazios em 2010.

“A competição tem um custo e isso precisa ser pago. Temos que entender que o futebol hoje é um evento especial”, disse Del Nero.

Del Nero confirmou também que para a primeira fase da competição os trios de arbitragem fixos estarão mantidos, como em 2010 – serão mais dois auxiliares, que ficarão atrás dos gols, mas estes variáveis. A novidade é uma premiação para o melhor trio, que será escolhido em votação por jogadores, técnicos e jornalistas. Os primeiros colocados dividirão R$ 200 mil, os segundos R$ 100 mil e os terceiros R$ 50 mil. 


Leia mais sobre: Campeonato Paulista de futebol 2011 TV Globo Federação Paulista de Futebol

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF)

Marco Polo Del Nero
"Temos que entender que o futebol é um evento especial”, disse ele sobre alto preço do ingresso

Topo
Contador de notícias