iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/10 - 18:31

Para Marcelo Cordeiro, Botafogo segue com chance de ir para Libertadores

"Somos a equipe com menos derrotas no Campeonato Brasileiro e temos que voltar ao rumo das vitórias", declarou o lateral

Gazeta Esportiva

O Botafogo não conseguiu acabar com a sequência de empates e emplacou a oitava igualdade consecutiva no Campeonato Brasileiro, neste fim de semana, contra o Fluminense. Por conta disso, o alvinegro vai se distanciando da briga por uma vaga para a Libertadores de 2011. Para o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, a equipe vive um momento complicado, mas ainda tem chance de buscar a vaga na principal competição sul-americana.

"É um momento muito difícil no campeonato, pois estamos em uma sequência de empates. Somos a equipe com menos derrotas no campeonato e temos que voltar ao rumo das vitórias para voltar a brighar por uma vaga para a Libertadores. Estamos sofrendo com as lesões dos jogadores, mas com todas as adversidades estamos só a cinco pontos do Corinthians", disse.

Sobre seu futuro dentro do Botafogo, Marcelo Cordeiro ainda não tem uma definição. O jogador pertence ao Internacional e está emprestado até o fim de ano.

"Ouvi por um amigo que os dirigentes do Internacional estão esperando minha volta para o ano que vem por conta do que estou fazendo no Botafogo. Estou feliz aqui e caso os dirigentes do Botafogo não me quiserem, voltarei para o Rio Grande do Sul. Mas ainda é cedo para falar algo", finalizou.

Caio lamenta fama de cavador de faltas
Após surgir no início deste ano como o xodó do técnico Joel Santana e da torcida do Botafogo no Campeonato Estadual, o atacante Caio passou a viver o oposto no Brasileiro. Muito criticado pelos torcedores, o jogador afirmou estar triste por estar sendo chamado de "cai cai".

"Eu fico um pouco triste com esta fama. A gente sabe que tem bons cobradores, mas sofro faltas que não são marcadas. A única forma que tenho para reverter isso e trabalhar mais e buscar melhorar. Eu vivo ralado após os jogos e fico triste por isso. Quem vive a rotina do clube sabe que amo o Botafogo. É triste ir para o aquecimento e já ser vaiado pela própria torcida. No entanto, todo jogador tem que aprender a superar as críticas e estar focado para ajudar o Botafogo", comentou.

Além disso, Caio vive um jejum de gols na competição e ainda não balançou as redes no Brasileiro. O jogador chegou a ser repreendido algumas vezes por prender demais a bola e despediçar chances claras de gol.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias