iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/10 - 08:00

Ronaldo evita comentar demissão de Adílson Batista
Atacante disse que não sabe de detalhes por não ter ido ao jogo entre Corinthians e Atlético-GO, que resultou na saída do técnico do time paulista

Agência Estado

Ronaldo evitou comentar a demissão do técnico Adilson Batista nesta segunda-feira, um dia depois da derrota para o Atlético-GO, no Pacaembu. O atacante disse que não tinha detalhes sobre as causas da saída, mas atribuiu a decisão aos últimos resultados do Corinthians no Brasileirão.

"Não sei o que houve. Acho que foi de comum acordo. Eu estava em casa, não fui ao jogo. E, logo após o jogo, eu vi o noticiário e vi que tinha um acordo", afirmou o jogador, em entrevista ao programa Rockgol, da MTV.

"Futebol é muito complicado, complexo, se vive de vitórias e resultado. Na cultura do futebol brasileiro, quando o resultado não vem é melhor por a culpa no treinador e mandar embora", declarou. Na briga pelo título, o Corinthians não vence há cinco partidas - três derrotas e dois empates.

Questionado sobre o seu peso, o atacante criticou a repercussão da imprensa sobre o seu preparo físico. "Não estou tão magro como estão falando, nem tão gordo como falavam antes. Há um certo exagero", ponderou Ronaldo, que deverá estar de volta ao Corinthians no jogo contra o Guarani, no próximo domingo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias