iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/10 - 21:44

No último jogo de um ano especial, Espanha pode disparar no seu grupo
Depois de ser campeã do mundo em 2010, seleção quer seguri em boa fase enfrentando a Escócia, em Glasgow

 

EFE

A seleção espanhola disputará nesta terça-feira sua última partida oficial em 2010, um ano que entrou para a história do futebol do país com a conquista inédita da Copa do Mundo na África do Sul, para enfrentar a Escócia, em Glasgow, pelo grupo I das Eliminatórias para a Eurocopa de 2012.

Atual campeã do torneio continental, a 'Fúria' poderá disparar na classificação, já que lidera a chave com seis pontos, dois a mais que os escoceses, que estão em segundo, e que a Lituânia, terceira colocada e que folgará na rodada.

Também amanhã, Liechtenstein, que ainda não pontuou e ocupa a lanterna, receberá a República Tcheca, que ocupa a quarta posição, com três pontos.

O palco do confronto será o estádio Hampdem Park, que é especial para dois membros da seleção espanhola. Em 2002, o técnico Vicente del Bosque conquistou a última Liga dos Campeões de seu currículo, com o Real Madrid. O goleiro, na época com apenas 21 anos, era Iker Casillas.

"É um ponto de inflexão em minha carreira", admite Casillas, que naquela ocasião se tornou titular após a lesão de César Sánchez.

A Espanha goleou Liechtenstein por 4 a 0 e alcançou a liderança de grupo na sexta-feira passada, teve dificuldades, mas bateu a Lituânia por 3 a 1.

Os importantes desfalques de jogadores como Xavi, Fábregas, Fernando Torres, Raúl Albiol, Jesús Navas e Pedro podem dificultar a situação de uma equipe que foi goleada pela Argentina e embalou apenas na segunda etapa do confronto diante dos lituanos.

Por outro lado, Del Bosque terá a volta de uma pela importante, o volante Xabi Alonso. O jogador do Real Madrid não jogou na última sexta-feira por conta de uma gripe que já está superada.

O zagueiro e lateral Sergio Ramos sofreu uma dura pancada contra a Lituânia, mas acredita que poderá começar jogando. Se não estiver curado, seu companheiro de Real, Álvaro Arbeloa, ocupará a lateral direita.

Os escoceses, por sua vez, receberam críticas por conta da atuação em Praga, onde perderam para a seleção da casa por 1 a 0. O principal alvo foi o técnico Craig Leivin, que escalou o time em um estranho 4-6-0, sem um atacante sequer.

O treinador, no entanto, não deverá mudar muito seu pensamento, colocando o time no 4-5-1, com a entrada de Kenny Miller.

Prováveis escalações:.

Escócia: McGregor; Hutton, Weir, McManus e Whittaker; Dorrans, Caldwell, Fletcher, Morrison e Naismith; Miller. Técnico: Craig Leivin.

Espanha: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso, Iniesta e David Silva; Villa e Llorente.

Técnico: Vicente del Bosque.

Árbitro: Massimo Busacca (Suíça).


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias