iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 21:22

Palmeiras bate Inter com dois gols de Assunção e confirma boa fase
Na Arena Barueri, time paulista conquista a terceira vitória seguida no Brasileirão com dois gols de bola parada 

Danilo Lavieri, iG São Paulo

O Palmeiras venceu o Inter por 2 a 0 em uma noite de gala de Marcos Assunção. O homem de confiança de Felipão marcou dois gols de falta e foi decisivo para confirmar a terceira vitória consecutiva do time, mandante na Arena Barueri, pelo Campeonato Brasileiro de 2010.

O time paulista mostrou confiança e um posicionamento eficiente dentro de campo. Valdivia voltou a mostrar bom futebol que o consagrou na primeira passagem, com dribles e passes decisivos. Outro que apresentou um bom futebol foi Gabriel Silva, pela esquerda. O jovem da base mostrou bom posicionamento e dificilmente deve voltar a ficar no banco de reservas. A equipe conseguiu os três pontos e deixou a torcida satisfeita, com mais uma vitória convincente, desperdiçando até a chance de tornar o placar elástico.

Pelo outro lado, o Inter sofreu para encontrar seu bom futebol. As faltas de D'Alessandro e Tinga no meio-campo deixaram o meio-campo sem nenhuma criatividade, comprovando que Andrezinho fica longe de ter a qualidade do argentino. Giuliano não apareceu e Leandro Damião foi até substituído.

Agora, o Palmeiras vai a 38 pontos e fica a 9 do Cruzeiro, o último time do G3. No sábado joga contra o Santos, na Vila Belmiro. Já o Inter segue com 41 pontos, com um jogo a menos que os demais competidores. O próximo duelo é também no sábado, às 18h30, no Beira-Rio.

Veja como foram os gols de Assunção


O jogo - veja lance a lance, estatísticas e torcedores do Tempo Real
A partida começou bem equilibrada e a primeira chance de gol clara foi do Internacional. Daniel cruzou na cabeça de Edu, que conseguiu cabecear forte, forçando Deola a praticar excelente defesa aos 11 minutos. A resposta palmeirense veio aos 14 minutos. Com um toque de bola envolvente, a bola foi parar nos pés de Valdivia na entrada da área. O chileno sofreu a falta de Sorondo e deixou para Marcos Assunção bater. O experiente jogador bateu no centro do gol para a defesa firme de Renan.

Aos 20 minutos, o Inter chegou perto mais uma vez. Leandro Damião dominou a bola, virou por cima de Danilo e chutou. A bola raspou a trave direita de Deola, para o desespero de Edu, que aparecia livre para finalizar. A resposta veio mais uma vez na bola parada, desta vez, aos 31 minutos. Marcos Assunção, sempre ele, bateu falta com perfeição da intermediária esquerda e colocou rente à trave direita de Renan, sem chances para o goleiro do time gaúcho. O Palmeiras abria o placar para a festa de sua torcida.

O gol animou o Palmeiras, que passou a dominar a partida e até a arriscar dribles, mostrando habilidade que dificilmente aparecia no jogo palmeirense nas últimas rodadas. Aos 44 minutos, Kleber recebeu a bola pela direita depois de um bate-rebate no meio-campo, cortou um zagueiro e bateu de canhota. Renan desviou para escanteio, mas o juiz deu tiro de meta. Foi o último lance do 1º tempo.

O Inter voltou com Alecsandro no lugar de Leandro Damião para tentar melhorar o poder de ataque, mas não deu muito certo. A primeira boa chance voltou a ser fatal para o Palmeiras. E novamente com a bola parada. Marcos Assunção, aos 13 minutos, bateu falta e balançou as redes do goleiro Renan mais uma vez, novamente à direita da meta gaúcha. Era o segundo gol palmeirense.

No lance seguinte, Valdivia fez belíssima jogada, escapando de três marcadores. Deu passe perfeito para Kleber, mas o camisa 30 errou na hora de finalizar. O Palmeiras mostrava dentro de campo uma confiança que ainda não havia aparecido dentro no Brasileirão. O time paulista dominava o jogo, tocava a bola controlando o time, mostrando clara evolução no comando de Felipão.

Aos 39 minutos, Kleber perdeu a chance de encerrar o jogo com chave de ouro. Ele dominou a bola na entrada da área e entortou o adversário. Na hora da finalização, perdeu o equilibrio e Renan fez a defesa. A torcida gritou até olé e saiu da Arena Barueri comemorando muito.

E foi assim que o Palmeiras confirmou a terceira vitória em sequência no Brasileirão. Com toques de lado e boas jogadas, o time comandado por Felipão mostrava que os problemas políticos não atrapalharam o desempenho dentro de campo e plantaram uma dúvida no torcedor: vale a pena voltar ao Pacaembu?

Milton Trajano
Charge com Renan e Marcos Assunção, por Milton Trajano
Charge com Renan e Marcos Assunção, por Milton Trajano



FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 2 X 0 INTERNACIONAL

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Data: 28/09/2010
Árbitros: Evandro Rogério Roman (PR/Fifa)
Assistentes: José Amilton Pontarolo e José Carlos Dias Passos (ambos do PR)
Cartões Amarelos: Edinho, Maurício Ramos (Palmeiras), Edu, Giuliano e Kleber (Inter)

Gols:
PALMEIRAS: Marcos Assunção, aos 31 minutos do 1º tempo e aos 13 minutos do 2º tempo

PALMEIRAS: Deola; Vítor, Danilo, M. Ramos e G. Silva; Edinho, M. Araújo (Lincoln), M. Assunção e Tinga (Rivaldo); Valdivia (Pierre) e Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari

INTERNACIONAL: Renan; Daniel, Bolívar, Sorondo e Kléber; Wilson Mathias, Guiñazu, Andrezinho (Marquinhos), Giuliano (Glaydson) e Edu; Leandro Damião (Alecsandro)
Técnico: Humberto Ferreira


Leia mais sobre: palmeiras internacional campeonato brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

palmeiras inter marcos assunção

Marcos Assunção
Volante voltou a arriscar de fora da área e foi feliz, em noite de chuva e falha de Renan

Topo
Contador de notícias