iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 21:23

Cruzeiro bate o Atlético Goianiense e segue soberano na Arena

Com gols de Cláudio Caçapa, Montillo e Wallyson, o time, entre os líderes do Brasileirão, se mantém invicto jogando em Sete Lagoas

Gazeta Esportiva

O Cruzeiro manteve a supremacia na Arena do Jacaré e superou o Atlético-GO por 3 a 0, nesta quarta-feira, em compromisso válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com gols de Cláudio Caçapa, Montillo e Wallyson, o time mineiro segue invicto jogando em Sete Lagoas, onde ganhou cinco confrontos e empatou um.

Superior tecnicamente e com forte marcação, a equipe celeste dominou praticamente toda a partida e não deu chances para que os goianos levassem perigo à meta do goleiro Fábio. Com o triunfo, o Cruzeiro chegou aos 47 pontos e, dependendo do desenrolar da rodada, pode terminar a jornada a apenas um ponto do líder Fluminense, e empatado com o Corinthians, segundo colocado. O Atlético-GO, por sua vez, segue em 17º, com 26 pontos.

As duas equipes voltam a campo no sábado. O Cruzeiro enfrenta o Atlético-PR, às 18h30, novamente na Arena do Jacaré. Já o Atlético-GO recebe o Atlético-MG, às 21 horas, no Serra Dourada.

Assista aos gols do jogo


O jogo - veja lance a lance, estatísticas e torcedores do Tempo Real
O Cruzeiro começou a partida marcando forte no campo do Atlético-GO, não dando espaços para o adversário avançar. A primeira chance de gol aconteceu logo aos 9 minutos. O atacante Farías foi lançado, mas o goleiro Márcio afastou e ficou caído na grande área. No rebote, Thiago Ribeiro chutou para fora.

Aos 19 minutos, Farías desperdiçou nova oportunidade. Montillo cobrou o escanteio pela direita, Caçapa dividiu com o zagueiro, mas o atacante celeste chegou atrasado na bola.

Mesmo com maior volume de jogo, o Cruzeiro encontrava muitas dificuldades para penetrar na retaguarda do time goiano, que se mantinha muito recuado em campo, tentando encontrar alguma brecha para contra-atacar.

Aos 30 minutos, porém, o Cruzeiro abriu o placar. Montillo cobrou escanteio pela direita, Farías chutou, mas a bola pegou na trave. No rebote, o zagueiro Cláudio Caçapa foi mais esperto do que o goleiro Márcio e mandou para o fundo das redes. Dois minutos depois, o anfitrião quase ampliou. Thiago Ribeiro foi lançado, entortou o zagueiro Daniel Marques e bateu. Márcio fez grande defesa e evitou o gol celeste.

O Cruzeiro seguiu pressionando o Atlético e chegou ao segundo gol aos 43 minutos. Rômulo avançou pelo meio e tocou para Thiago Ribeiro na ponta direita. O camisa 11 cruzou rasteiro, Montillo deu um drible de corpo no zagueiro, que ficou caído na grande área. De canhota, o armador argentino mandou no canto esquerdo, sem chances para Márcio.

Aos 47, o time mineiro teve outra chance de marcar. Thiago Ribeiro aproveitou um vacilo da zaga, avançou e caiu após a dividida com o goleiro goiano. O árbitro, no entanto, mandou o lance seguir.

Em desvantagem no placar, o Atlético-GO voltou com nova postura na segunda etapa. Diferentemente do que havia feito no primeiro tempo, os goianos passaram a atacar mais, enquanto o Cruzeiro recuava. Em duas oportunidades, os visitantes chegaram com perigo. Aos 8 minutos, Agenor cabeceou próximo à trave e, aos 16, Marcão chutou forte, mas Fábio fez boa defesa.

Aos 24 minutos, as coisas se complicaram ainda mais para o Atlético-GO. Em uma disputa de bola próxima à área, Farías foi parado com falta por Daniel Marques. Como já tinha o cartão amarelo, o zagueiro foi expulso.

Com o passar do tempo, o Cruzeiro deixava claro que administrava o resultado. Contudo, quase foi surpreendido, aos 35 minutos. O lateral Victor Ferraz entrou pela grande área e soltou a bomba. Fábio, demonstrando a excelente fase que vive, fez sensacional defesa. No contra-ataque, foi a fez de o Cruzeiro levar perigo. Wallyson recebeu livre na intermediária e, sozinho com Márcio, chutou em cima do goleiro e desperdiçou a chance de matar o jogo.

Wallyson, porém, conseguiu se redimir aos 43 minutos. O atacante recebeu ótimo lançamento de Fabrício, ajeitou e mandou no canto esquerdo de Márcio, marcando o terceiro gol cruzeirense.


FICHA TÉCNICA - CRUZEIRO 3 x 0 ATLÉTICO-GO


Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 28 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani e Dante Mesquita Júnior (ambos de SP)
Público: 10.869
Renda: R$ 135.894,00
Cartão amarelo: Marcão, Gilson, Daniel Marques (Atlético-GO); Fabrício (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Daniel Marques

GOLS:

CRUZEIRO: Cláudio Caçapa, aos 30, Montillo, aos 43 minutos do primeiro tempo e Wallyson, aos 43 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Rômulo, Edcarlos, Cláudio Caçapa e Diego Renan (Pablo); Fabrício, Henrique, Everton e Montillo (Roger); Ernesto Farías e Thiago Ribeiro (Wallyson)
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-GO: Márcio; Victor Ferraz, Gilson, Daniel Marques e Chiquinho; Agenor, Robston, Pituca (Juninho) e Diguinho (Anaílson); Willian (Keninha) e Marcão
Técnico: René Simões


Leia mais sobre: Cruzeiro Atlético Goianiense Arena do Jacaré Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

cruzeiro atletico-go marcio claudio caçapa

Lamento no gol
Márcio se desespera com a falha da marcação que permitiu a Caçapa (ao fundo) marcar

Topo
Contador de notícias