iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/09 - 18:30

Rafael Moura quer explorar má fase do Flamengo para manter ânimo

Goiás vem de vitória sobre o São Paulo fora de casa, por 3 a 0, e nesta terça-feira encara o time carioca

Gazeta Esportiva

O duelo contra o Flamengo, às 21h desta terça-feira, no estádio Serra Dourada, será mais uma oportunidade para que o Goiás inicie um embalo rumo à saída da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Pelo menos é nisso que acredita o atacante Rafael Moura, empolgado com alguns dos últimos resultados da equipe, sobretudo as vitórias sobre Botafogo e São Paulo (4 a 1 e 3 a 0).

"O nosso time teve um começo difícil na competição, com alguns problemas, mas estamos revertendo isso. Nesse segundo turno, já apresentamos um futebol bem melhor e conseguimos vencer adversários difíceis com autoridade, como aconteceu contra o Botafogo e o São Paulo. Isso renova o ânimo de todo mundo", disse.

Para o jogo desta terça, o atacante pede aos companheiros que respeitem o rival sem deixar de aproveitar o momento de instabilidade vivido pelos cariocas, que se aproximam perigosamente da zona de rebaixamento.

"O Flamengo vive um momento delicado, vem de alguns resultados ruins e quer se recuperar. Nós precisamos aproveitar essa situação para nos impor, principalmente por estar no nosso estádio, com o apoio do nosso torcedor. Não podemos dar chances e, apesar do respeito pelos jogadores que estarão do outro lado, temos que partir para cima. É uma grande chance de aproximar dos times que estão à nossa frente na tabela e não podemos desperdiçar", disse ele, lembrando que a partida é um confronto direto contra as últimas posições.

Atualmente, o Goiás está com 24 pontos, em 18º lugar. Já o Flamengo começa a rodada fora da zona da degola, em 16º, mas pode passar a ocupá-la em caso de brilho duplo das equipes goianas, já que o Atlético-GO se beneficiaria de uma possível derrota rubro-negra e ultrapassaria os campeões brasileiros em caso de triunfo sobre o Cruzeiro.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias