iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/09 - 08:01

Receita de Deivid para o Flamengo no Olímpico é "bola no pé"
Atacante afirma que equipe não pode jogar recuada no Sul, na quarta-feira, e tem de valorizar a posse de bola para evitar a pressão do Grêmio

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro

Depois de marcar o primeiro gol pelo Flamengo, Deivid também mostra preocupação com o companheiro de ataque, Diogo, que ainda não desencantou. Na torcida pelo camisa 43, ele afirma que o time não pode jogar recuado no Olímpico e deixar o Grêmio, adversário de quarta-feira, crescer.

"O Grêmio no Sul em qualquer situação é muito difícil, mas temos um time qualificado. Temos de nos unir cada vez mais para jogarmos organizados. Se jogarmos recuados lá, chamaremos o Grêmio para cima, fica mais difícil. Temos de ficar o máximo de tempo com a bola no pé para evitar a pressão", analisou Deivid.

Ele disse que o entrosamento está melhorando aos poucos e ressaltou que abriu mão da própria característica de sair da área e partir com a bola dominada para não embolar com Diogo, que faz da velocidade e habilidade as suas melhores armas.

"Gosto de vir com a bola de trás, mas pela característica do Diogo estou deixando ele sair, acho que isso tem ajudado. O entrosamento vem surgindo com o tempo. Estou conhecendo agora o Diogo, o Léo Moura, o Renato, os jogadores que atacam mais. Quando o time se conhece é muito mais fácil. Aos poucos vamos nos entrosando, conversando, para quando o Diogo for ao fundo, me achar na área. Espero que faça o dele contra o Grêmio", concluiu.


Leia mais sobre: Flamengo Grêmio Deivid

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Deivid marcou o primeiro gol com a camiseta do Flamengo. O primeiro tempo terminou empatado

Deivid
Atacante desencantou a marcou o primeiro gol pelo Flamengo no clássico contra o Fluminense

Topo
Contador de notícias