iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/09 - 21:20

Em jogo emocionante, Portuguesa complica Santo André no Canindé

Partida de cinco gols no Canindé, com vitória dos donos da casa, teve gol contra bastante estranho do zagueiro Victor Hugo

Gazeta Esportiva

Algo de estranho aconteceu no Canindé na noite desta terça-feira. Minutos após uma chuva com granizo castigar a cidade de São Paulo, Portuguesa e Santo André, times que vinham apresentando desempenho sofrível na Série B do Campeonato Brasileiro, fizeram jogo repleto de chances e com cinco gols no primeiro tempo. O time anfitrião levou a melhor e venceu por 3 a 2.

Dentre grandes jogadas, erros bizarros e boas defesas dos arqueiros, um lance se destacou entre as estranhezas da partida: o segundo gol da Portuguesa. Victor Hugo dominou bola recuada dentro da área e, ao tentar o corte após ser pressionado pelo ataque luso, escorregou e caiu em cima da pelota. Com o quadril, acabou empurrando-a para sua própria meta - um estranho gol contra.

Após muita emoção e inúmeras chances de gol desperdiçadas, a Portuguesa aproveita o triunfo dentro de casa para chegar aos 34 pontos na classificação, se aproximando novamente da zona de acesso. A equipe volta a campo na sexta-feira, quando vai a Bragança Paulista enfrentar o Bragantino às 21 horas (de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid.

Já o Santo André não se rendeu e lutou como pôde, mas não conseguiu evitar o triunfo. A equipe continua em situação desesperadora, com apenas 24 pontos ganhos e ocupando a zona de rebaixamento da Série B. A equipe joga de novo no sábado, no ABC Paulista. O adversário será o Guaratinguetá, às 21 horas (de Brasília), no Estádio Bruno José Daniel.

O jogo
O primeiro tempo no Canindé foi de tirar o fôlego. Aos 4 minutos, Zé Carlos sofreu falta na intermediária e Marco Antônio cobrou rasteiro, obrigando Júlio César a cair no canto e fazer uma grande defesa. Três minutos depois, Rai recebeu na lateral direita e cruzou para Héverton, que, livre na grande área, cabeceou para fora. O gol lusitano se aproximava cada vez mais.

Aos 12 minutos, ele finalmente saiu: Marco Antônio cruzou da direita e, desta vez, Héverton não desperdiçou. A Lusa manteve a pressão e, aos 24, conseguiu ampliar o marcador com um dos gols mais estranhos da Série B: Victor Hugo recebeu bola atrasada dentro da área e, ao tentar o corte, pressionado pelo atacante, escorregou e caiu em cima da bola, que foi parar dentro do gol.

O Santo André não desistiu e foi buscar o empate. Aos 31 minutos, Gil cruzou da direita e Borebi se adiantou à zaga na pequena área para mergulhar e, de 'peixinho', diminuir. No lance seguinte, Héverton perdeu uma chance incrível em jogada de contra-ataque - recebeu lançamento nas costas da zaga, invadiu a área e bateu para fora na saída do goleiro Júlio César.

O visitante igualou tudo aos 37 minutos, quando Aloísio tocou para Xuxa dentro da área. O meia dominou e bateu colocado com estilo para a irritação do pequeno número de lusitanos presentes no Canindé. O desempate viria em um pênalti sofrido pelo zagueiro Domingos, agarrado e derrubado dentro da área por Douglas durante cobrança de falta. Héverton bateu e fez mais um, definindo o placar.

O segundo tempo também foi marcado por fortes emoções e pela falta de pontaria dos jogadores ofensivos. Aos 16 minutos, Wewerton salvou a Luza quando Xuxa cabeceou a queima-roupa após cruzamento de Anderson Gomes. Dois minutos depois, Douglas cabeceou por cima em cobrança de escanteio, aumentando a pressão do Ramalhão pelo empate.

Já aos 30 minutos, foi Richely quem desperdiçou boa chance, aproveitando rebote após chute cruzado de Cicinho. A Lusa também apareceu bem em determinados momentos. Aos 31, Zé Carlos tabelou com Héverton na intermediária, mas chutou por cima da meta. Já aos 40, o atacante teve tempo de driblar Júlio César ao receber cruzamento na área, mas Douglas se jogou em cima na finalização e salvou o Ramalhão.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA 3 x 2 SANTO ANDRÉ

Local: Estádio Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 21 de setembro, terça-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Elcio Paschoal Borborema (SP)
Assistentes: Luiz Quirino da Costa e Junivan Rodrigues de Sousa (Ambos de SP)
Cartões Amarelos: Douglas (Santo André)

GOLS: Portuguesa: Héverton, aos 12 e 40 minutos do primeiro tempo; e Victor Hugo (contra) aos 25 minutos do primeiro tempo
Santo André: Borebi, aos 31 minutos do primeiro tempo, e Xuxa, aos 37 minutos

PORTUGUESA: Weverton; Rai, Domingos, Preto Costa (Thiago Gomes) e Fabrício; Acleisson, Marco Antônio, Athirson (Henrique) e Héverton; Fabinho (Malaquias) e Zé Carlos
Técnico: Oswaldo Alvarez

SANTO ANDRÉ: Júlio Cesar; Cicinho, Douglas, Victor Hugo e Andrezinho; Walker, Gil (Makelele), Aloísio (João Henrique) e Xuxa; Anderson Costa e Borebi (Rychely)
Técnico: Sérgio Soares


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias