iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/08 - 20:21

Lula é homenageado em São Paulo e pede profissionalização de clubes
Presidente da República recebeu dois títulos na sede do Corinthians, disse que está angustiado com a situação de alguns times e disse que a Caixa está pronta para vender ingressos aos torcedores

Mário André Monteiro, iG São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condecorado na noite desta terça-feira em evento realizado no Salão Nobre do Parque São Jorge, sede do Corinthians. Do Clube dos 13, ele recebeu o título de "Chanceler Honorário do Futebol Brasileiro". Pelo Corinthians, seu time do coração, Lula foi presenteado com o título de "Torcedor Símbolo do Centenário".
 
"É com muita alegria e satisfação que recebo esse título. Se o Palmeiras quiser me dar um título eu também aceito", brincou Lula em seu discurso. O presidente lembrou de momentos marcantes da história do Corinthians, como a famosa invasão no Maracanã, em 1976, contra o Fluminense, e a histórica final do Paulistão contra a Ponte Preta, em 1977, quebrando um amargo jejum de 23 anos sem título.

Lula, porém, deixou o lado torcedor em segundo plano e repartiu o discurso entre diversos clubes brasileiros. Em especial, ele comentou o fato de os times não se sustentarem sozinhos. "Uma coisa que me faz um torcedor angustiado é que não resolvemos o problema de profissionalizar os clubes brasileiros", afirmou.

Um dos alvos do presidente foram clubes tradicionais que não vivem boa fase. "Não entendo como um clube como o Santa Cruz esteja na terceira, quarta ou quinta divisão. Não acredito que o Bahia está na segunda".

AE
Lula recebe prêmio de "Chanceler Honorário do Futebol Brasileiro"

O Corinthians, porém, sempre voltava ao discurso, já que era o assunto principal da noite. "Não é possível que o Corinthians não tenha 150 mil sócios em São Paulo, não tem explicação. O Inter de Porto Alegre sobrevive com os seus associados. Os clubes não podem ficar à mercê dos patrocinadores e da televisão. Precisamos de uma imensa gama de associados nos clubes do país".
 
Lula ainda provocou risos nas centenas de conselheiros corintianos que estavam no local. "Fico lisonjeado e orgulhoso em ver o Corinthians completar 100 anos. A minha vida inteira sou corintiano. A Marisa (mulher do presidente) diz que sou pé-frio. Quando estou na sala, o time está perdendo. Aí quando eu saio, ele empata. Quando eu vou pegar um avião e ligo pra ela, o time está perdendo, aí ela me liga depois e diz que empatou", falou o presidente.
 
Por fim, o presidente da República revelou que a Caixa Econômica Federal, banco do governo, já está preparada para vender ingressos para os torcedores nas casas lotéricas. "É só propor isso que a gente vai analisar", disse.
 
Além de Lula e da primeira dama, estavam no local o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, dois vices da entidade, Juvenal Juvêncio e Roberto Horcades, mandatários de São Paulo e Fluminense, respectivamente, e o ministro dos Esportes, Orlando Silva.
 
Sanchez entregou para Lula uma faixa branca e preta e uma camisa com o número 13 às costas, em referência ao número do PT, partido do presidente. "É uma honra para nós corintianos receber o presidente da República. Espero que os próximos presidentes sejam como foi o Lula, não só pelo futebol, mas pelo esporte em geral", disse sanchez.
 
Já o ministro Orlando Silva elogiou a iniciativa do Corinthians em convidar o presidente Lula para a celebração. "O Corinthians é uma das instituções nacionais, tem uma legião de fãs que ultrapassa as fronteiras do Brasil. E nada mais justo do que o Lula participar dessa celebração. Parabéns ao Corinthians", disse.
 
"Faremos uma edição memorável do Mundial em 2014. Vamos mostrar ao mundo a nossa capacidade, um país dotado de belezas naturais, um país maravilhoso. É esse o desejo do presidente Lula, assim como aperfeiçoar a infraestrutura e a qualidade de vida das pessoas", afirmou o ministro em referência à Copa de 2014 que será realizada no Brasil.
 
O presidente do Clube dos 13 também falou no Salão Nobre, admitiu que tem dificuldades para discursar em eventos desse porte por conta do seu problema de voz, mas ainda assim, elogiou o mandato de Lula, que durou oito anos e que se encerra no final do ano. "Nunca o Brasil teve um presidente tão dedicado em encontrar solulções para o esporte brasileiro", disse.
 
O presidente Lula ainda estará presente na festa de comemoração do centenário do clube paulista, que ocorre nesta terça-feira, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. O evento deverá terminar por volta de 1h da manhã de quarta-feira.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

lula 13 andres sanchez corinthians

Lula e Andrés Sanchez
Nova camisa do Corinthians, com o número 13, foi um dos presentes dados ao presidente

Topo
Contador de notícias