iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/08 - 22:21

Em crise, São Paulo pega Vasco para se distanciar da degola

Não há certeza se o treinador Sérgio Baresi estará empregado no dia seguinte ao do jogo no Morumbi

Gazeta Esportiva

A crise do São Paulo está forte, mas pode ficar ainda pior. Para não correr o risco de descer para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o time precisa de um triunfo contra o Vasco, nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no Morumbi.

Depois da cobrança dos torcedores dentro do CT da Barra Funda e com o técnico interino Sérgio Baresi cada vez mais pressionado, o São Paulo tenta esquecer a derrota no clássico contra o Corinthians e manter a confiança para superar a equipe do Rio de Janeiro.

"É difícil falar alguma coisa depois de uma derrota como essa. Temos que apagar o quanto antes esses erros no clássico. O São Paulo é um clube de ponta, de chegada, que está em uma posição incômoda. Temos que esquecer o quanto antes esse jogo e mudar rapidamente essa situação, começando por quarta", afirmou o volante/lateral Jean.

A partida diante dos vascaínos também deve ditar o futuro de Baresi. "Ele comanda o time na quarta-feira", garante o vice-presidente de futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, sem confirmar se o treinador estará empregado no dia seguinte ao do jogo.

Com o cargo ameaçado, o técnico interino sabe da importância de conquistar seu primeiro resultado positivo à frente do Tricolor. "Em uma semana e meia de trabalho não dá para mudar as coisas da água para o vinho. Mas tenho que ver o que está acontecendo e precisamos conseguir a vitória".

Para o jogo desta quarta, Baresi barrou o meia Marlos, que deve ser substituído por Marcelinho, de apenas 18 anos. Porém, Fernandinho também luta pelo posto no setor. Já Richarlyson ameaça o lugar de Rodrigo Souto no time. O São Paulo ocupa apenas a 15ª posição no Nacional, com 17 pontos, somente dois acima da zona de rebaixamento.

Do outro lado, a situação é diferente. Na nona colocação, com 21 pontos, e sem ter perdido depois do recesso da competição para disputa da Copa do Mundo, o Vasco, que vem de empate por 2 a 2 com o líder Fluminense, pode entrar na zona de classificação para a Copa Libertadores em caso de triunfo.

A situação vivida pelos dois clubes acabou sendo o foco na preparação para o confronto desta quarta-feira. No Vasco, existe a clara preocupação de não procurar valorizar a crise vivida pelo São Paulo, que continua sendo um adversário respeitado pela turma de São Januário.

"Não estamos iludidos com a situação do São Paulo no Campeonato Brasileiro, pois sabemos que o times deles é para estar melhor colocado na classificação e isso deverá acontecer mais cedo ou mais tarde. A estrutura deles é muito boa e sabe lidar com crises. Temos que entender que vamos enfrentar um adversário muito complicado de ser batido em sua casa e estamos prontos para todas as dificuldades que encontraremos", garantiu o zagueiro Fernando.

Apesar da preocupação em não minimizar as qualidades do São Paulo, o técnico Paulo César Gusmão advertiu seus jogadores sobre a importância de uma vitória no Morumbi. O treinador reconheceu que a sua equipe viajou para a capital paulista com o pensamento de somar três pontos.

"Existem vitórias que se tornam importantes demais dentro de um campeonato longo e de pontos corridos, como é o Brasileirão. Nesse caso se enquadra esse jogo contra o São Paulo, pois em caso de triunfo nós vamos dar um salto considerável na classificação, pelo menos temos essa chance, e em uma partida com um grau de dificuldade muito alto. Logo, não vejo motivos para, mesmo respeitando o São Paulo, abdicarmos do ataque e da luta pela vitória", analisou Gusmão.

Em relação ao time que vai a campo, Paulo César Gusmão não poderá contar com Carlos Alberto, suspenso pelo STJD. Com isso, Felipe deve ser deslocado para o meio-campo, deixando a lateral para Carlinhos.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO x VASCO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 25 de agosto de 2010 (Quarta-feira)
Horário: 22h(de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição (RS) e Júlio César Santos (RS)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Miranda e Junior Cesar; Casemiro, Rodrigo Souto (Richarlyson), Cleber Santana e Marcelinho; Ricardo Oliveira e Fernandão
Técnico: Sérgio Baresi

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Fernando e Carlinhos; Nilton, Rafael Carioca, Rômulo e Felipe; Zé Roberto e Eder Luís
Técnico: Paulo César Gusmão


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias