iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/08 - 20:28

Corinthians vence, agrava crise do São Paulo e fica perto da ponta

Em noite inspirada de seus volantes, o Corinthians contou com dois gols de Elias e um de Jucilei para vencer o São Paulo por 3 a 0 no Pacaembu

Gazeta Esportiva

A perseguição do Corinthians à liderança do Campeonato Brasileiro ganhou força neste domingo. Diante de cerca de 30 mil torcedores e do técnico da seleção Mano Menezes, o Corinthians passou fácil pelo São Paulo, por 3 a 0, e se aproximou da liderança da competição, já que o Fluminense ficou no empate com o Vasco.

Com uma atuação destacada de Elias, o Corinthians manteve o tabu de mais de três anos sem perder para o rival e ainda agravou a crise que assombra o São Paulo desde a eliminação na Libertadores. Agora, o time do Parque São Jorge tem uma sequência com seis Vitórias e quatro empates.

Sem sustos, o time de Adilson Batista abriu vantagem no primeiro tempo, quando Elias marcou duas vezes. Na etapa complementar, Jucilei completou o placar diante de um adversário desanimado em campo.

O Corinthians chegou agora aos 31 pontos, na vice-liderança, enquanto o Fluminense tem 33. Já o São Paulo atravessa situação complicada, com apenas 17, dois acima da zona de rebaixamento.

Depois de mais um tropeço no Campeonato Brasileiro, o São Paulo volta a campo na quarta-feira, quando buscará a reação no Morumbi diante do Vasco. No mesmo dia, a busca do Corinthians pela liderança continuará, desta vez diante do Cruzeiro, que manda a partida na Arena do Jacaré.

Veja os gols de Corinthians 3 x 0 São Paulo

O jogo - veja como foi, lance a lance, a partida no Pacaembu
O Corinthians aproveitou a euforia da torcida para pressionar o rival logo no início do jogo, concentrando as jogadas perto da área adversária. Assim, aos sete minutos, depois de cobrança de falta, a bola chegou na direita para Jorge Henrique, que cruzou na segunda trave para Bruno César ajeitar no meio. William chegou e bateu no canto, exigindo defesa incrível de Rogério Ceni.

Enquanto o Corinthians partiu para cima, o São Paulo se viu na obrigação de responder apenas em contragolpes. O problema foi a ineficiência do meio-campo do time de Sérgio Baresi. Com Marlos apagado e quase sem pegar na bola, Cleber Santana também não mostrou qualidade e velocidade para avançar. Além disso, na direita, Jean ficou mais na marcação de Roberto Carlos e pouco se arriscou na frente.

Com isso, toda a responsabilidade caiu nos pés de Ricardo Oliveira, o melhor são-paulino em campo. Pouco tempo depois de bater para defesa de Julio Cesar, o atacante da camisa 99 aproveitou vacilo da defesa corintiana para levar muito perigo. Mal no jogo, William perdeu a bola na esquerda para Ricardo Oliveira, que partiu em velocidade, ainda pressionado pelo zagueiro adversário, invadiu a área e chutou na saída de Julio Cesar, muito perto da trave corintiana.

Com Ronaldo como torcedor nas tribunas do Pacaembu, já que ainda não está nas condições físicas para atuar, o Corinthians buscou alternativa para atacar, pois o meio-campo tricolor montou um ferrolho para brecar as investidas do meia Bruno César. Portanto, Jorge Henrique se transformou na principal opção, caindo pela direita. O atleta ganhou da marcação pelo setor e cruzou para a área, onde Iarley mergulhou para cabecear rente ao travessão.

No momento em que o São Paulo deu espaço, o Corinthians abriu o placar. Aos 21, Elias recebeu na intermediária e, sem ser incomodado, chutou rasteiro, no canto, fora do alcance do goleiro Rogério Ceni. Ainda durante a comemoração da Fiel, o capitão são-paulino bateu falta da meia-esquerda, mas por cima da meta corintiana.

Como o São Paulo passou a se aventurar mais na frente, o Corinthians diminuiu o ritmo, mas sem sofrer sustos e pronto para impor mais um revés ao rival. Assim, aos 44, o Corinthians não perdoou a falha do sistema defensivo são-paulino. Cleber Santana saiu jogando errado e a bola ficou de presente para Bruno César, que encontrou Jorge Henrique na direita. O atacante cruzou, ninguém cortou e Elias completou para as redes.

Depois de ver o domínio do rival no primeiro tempo, Sérgio Baresi fez duas mudanças no intervalo. O volante Rodrigo Souto e o meia Marlos deixaram o jogo para as entradas de Richarlyson e do garoto Marcelinho. Porém, as alterações não mudaram o panorama do clássico.

O Corinthians seguiu mais organizado e perigoso. Nervoso, o São Paulo cometeu erros primários. Logo aos quatro minutos, Miranda tentou recuar um lance de cabeça, mas Rogério Ceni estava fora do gol e a bola passou perto da trave. Qualquer possibilidade de equilíbrio acabou, e os jogadores do São Paulo ficaram cabisbaixos em campo. Mesmo pressionando, o Corinthians ainda esbarrou na zaga adversária, que se segurou no sufoco.

Aos poucos, o São Paulo passou a lutar mais na frente, mobilizado principalmente por Ricardo Oliveira e Fernandão. Já o Corinthians trabalhou para administrar o placar, incomodando o rival eventualmente. Jorge Henrique dominou na meia-lua, girou e chutou colocado, para defesa de Ceni.

Adilson Batista tentou devolver o ímpeto do Corinthians na frente e sacou Iarley para a entrada de Souza. E o Corinthians realmente acordou. Bruno César recebeu no meio da área e encaixou um voleio, mas Ceni espalmou, apenas adiando o terceiro gol do rival, que saiu na cobrança do escanteio. Aos 26, Jucilei aproveitou a bola na área e desviou de cabeça para as redes.

O Corinthians voltou a administrar o placar, enquanto o São Paulo se lançou ao ataque. Porém, nos minutos finais, a melhor chance foi do Corinthians, quando Alessandro recebeu livre e bateu forte, mas Ceni defendeu no reflexo.

FICHA TÉCNICA: CORINTHIANS 3 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 22 de agosto de 2010, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelos: Jucilei (Corinthians). Miranda (São Paulo)
Público: 28.159 pagantes
Renda: R$ 848.207,00
GOLS: CORINTHIANS: Elias, aos 21 e aos 44 minutos do primeiro tempo. Jucilei, aos 26 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos (Edu); Ralf, Elias (Paulinho), Jucilei e Bruno Cesar; Jorge Henrique e Iarley (Souza)
Técnico: Adilson Batista

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Miranda e Junior Cesar (Sergio Mota); Casemiro, Rodrigo Souto (Richarlyson), Cleber Santana e Marlos (Marcelinho); Fernandão e Ricardo Oliveira
Técnico: Sérgio Baresi

Veja todos os resultados da rodada do Brasileirão

Domingo (22/08)
Corinthians 3 x 0 São Paulo
Vasco 2 x 2 Fluminense (Leia mais)
Cruzeiro 0 x 1 Vitória (Leia mais)
Santos 2 x 0 Atlético-MG (Leia mais)
Guarani 0 x 0 Palmeiras (Leia mais)
Internacional 1 x 1 Atlético-GO (Leia mais)
Atlético-PR 1 x 0 Flamengo (Leia mais)

Sábado (21/08)
Botafogo 1 x 0 Avaí (Leia mais)
Goiás 1 x 2 Prudente (Leia mais)
Ceará 2 x 1 Grêmio (Leia mais)


Leia mais sobre: São Paulo Corinthians Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

corinthians vence são paulo

Corinthians
Vitória coloca o time a apenas dois pontos do líder Fluminense, que empatou com o Vasco

Topo
Contador de notícias