iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/06 - 13:14

Em Congresso da Fifa, Abramovich e Arshavin pedem Rússia como sede da Copa 2018
Dono do Chelsea e meia do Arsenal se juntaram à delegação russa para ajudar na campanha do país; principal rival será a Inglaterra, que conta com apoio de David Beckham

Francisco De Laurentiis, iG São Paulo

Os russos Roman Abramovich, magnata dono do Chelsea, e Andrey Arshavin, meia do Arsenal, compareceram nesta quinta-feira ao fechamento do 60º Congresso da Fifa, em Joanesburgo (África do Sul) para reforçar a campanha da Rússia como candidata a sede da Copa do Mundo de 2018.

No Congresso, onze países apresentaram aos delegados da Fifa propostas para sediar os Mundiais de 2018 e 2022. O empresário e o jogador se juntaram à delegação russa, que apresentou a proposta para 2018. O evento foi fechadas para a imprensa e não teve detalhes revelados.

Outro jogador que foi ao Congresso da Fifa ajudar seu país foi o inglês David Beckham. A Inglaterra também apresentou proposta para ser sede da Copa de 2018 e deve ser a principal rival da Rússia.

Austrália, Bélgica/Holanda, Portugal/Espanha e Estados Unidos também concorrem para sediar o Mundial em 2018 ou 2022. Japão, Coreia do Sul e Catar se apresentaram como sedes somente para 2022.

A decisão sobre as futuras sedes da Copa do Mundo será tomada em dezembro por 24 membros do comitê-executivo da Fifa.

*Com AP


Leia mais sobre: Roman Abramovich Andrey Arshavin Rússia Copa do Mundo 2018 Sede Inglaterra David Beckham

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Getty Images

Roman Abramovich, dono do Chelsea

Roman Abramovich
Apaixonado por futebol, empresário russo comprou o Chelsea em 2003

Topo
Contador de notícias