iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/04 - 18:04

São Paulo faz reunião, e elenco condena críticas de Washington

"É preciso ter respeito pelos atletas que estão atuando, que não têm culpa de terem sido escolhidos", disse Richarlyson

Gazeta Esportiva

O atacante Washington reclamou no domingo, mas teve de escutar a resposta dos colegas nesta segunda-feira. Em reunião realizada entre o grupo e o técnico Ricardo Gomes, o Coração Valente foi repreendido pelos colegas de São Paulo, que não aprovaram as críticas do jogador ao treinador.

"Quando o grupo é grande e qualificado, claro que haverá pessoas infelizes, mas é preciso ter respeito pelos atletas que estão atuando, que não têm culpa de terem sido escolhidos. Eu também não ficaria feliz se ficasse na reserva, mas faria diferente e não sairia falando. Eu trabalharia para mostrar que posso jogar. O Washington é um grande jogador, mas, na minha opinião, suas palavras foram infelizes", afirmou o volante Richarlyson.

Depois do clássico na Vila Belmiro, Washington reclamou por ter começado entre os reservas, só ganhando oportunidade no decorrer do segundo tempo na derrota por 3 a 0 para o Santos. Richarlyson admite a importância do goleador para a equipe, mas adverte que as reclamações passaram dos limites.

"Acho que o Ricardo pensou no grupo, queria dar velocidade. O Washington tem demonstrado facilidade em marcar gol, mas em outras oportunidades conseguimos fazer gols com dois jogadores de velocidade. Claro que, se for falar em números, o Washington jamais teria que ficar fora do time. Mas é uma opção tática", avaliou o volante, que citou o bom exemplo de outros jogadores reservas.

"Todo mundo quer jogar, Marcelinho, Léo Lima, Marlos... Mas o respeito no grupo levará o São Paulo para o lugar mais alto. Acho que é preciso pensar mais no grupo do que individualmente", comentou.

O zagueiro Alex Silva foi mais cauteloso ao avaliar a situação de Washington, mas negou que Ricardo Gomes tenha perdido o comando do grupo. "Se for ver pela reunião que fez hoje (segunda), ele tem o elenco nas mãos. Se não tivesse, chegaria hoje e daria treino como se nada tivesse acontecido".

O que Richarlyson admite é que o assunto ainda não acabou, já que a escalação para a partida contra o Once Caldas, na quarta-feira, pode dar dores de cabeça ao comandante. "Se não colocar, vão dizer que o Ricardo ficou com birra. Se colocar, vão dizer que o Washington ganhou porque chorou. Vai depender do treinador", ponderou o volante.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias