iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/03 - 15:25

Mãe de traficante ligado a Adriano pela polícia presta depoimento
Marlene Pereira faltara ao compromisso na terça e chegou à 22ª DP, na Penha, sem dar declarações

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro

A mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica, chefe do tráfico no morro da Chatuba, no Rio de Janeiro, chegou por volta de 14h50 desta quarta-feira à 22ª Delegacia de Polícia, no bairro da Penha. Marlene Pereira foi convocada a prestar depoimento porque foi registrada em seu nome uma motocicleta no valor de R$ 35 mil, que teria sido comprada pelo atacante Adriano, do Flamengo, para o traficante.

Marlene Pereira não quis dar declarações à imprensa e limitou-se a dizer que só seu advogado e o delegado falariam sobre o caso, assim que terminasse o depoimento. Ela não havia comparecido ao depoimento inicialmente marcado para terça-feira.

Vicente Seda
Marlene Pereira, mãe do traficante Mica, chega à delegacia para depor

Henrique Machado, advogado de Marlene, foi quem conversou com os jornalistas. "Ela só tomou conhecimento disso pela divulgação na imprensa. Ela nunca assinou nada", afirmou Machado, referindo-se ao registro da moto. "Ela é analfabeta, doente e quase não sai de casa. Ela não sabe quem fez a compra com a identidade dela", completou.

Segundo o advogado, a polícia tem uma versão. "Houve uma fraude, segundo o delegado. Uma moto foi colocada em seu nome sem ela saber e já foi passada para outra pessoa".

A mãe do traficante não teria como afirmar se a moto que foi objeto de fraude é a mesma usada por Mica. "O Mica já teve várias motos, mas, como ela (Marlene) não sai de casa, não sabe qual estava com ele".

O advogado ainda disse que Marlene conhece Adriano desde pequeno, mas não sabe qual o grau de amizade entre o filho e o jogador hoje em dia. De acordo com Machado, Marlene acha que Mica e Adriano ainda se falam.

Adriano também vai depor
No mesmo inquérito serão ouvidos, ainda nesta quarta-feira, o gerente da loja onde foi comprada a moto e um amigo de Adriano, chamado Marcos José de Oliveira, que teria comprado o veículo em nome do jogador.

Adriano foi intimado a comparecer na quinta-feira à delegacia, mas o delegado Jader Amaral informou que, ao menos por enquanto, o jogador não está sendo acusado. A polícia também tenta apurar como foi utilizado o veículo dado de presente a Marlene, na época com 64 anos, que sequer possui carteira de habilitação.


Leia mais sobre: Adriano Flamengo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vicente Seda

marlene mica traficante adriano flamengo

Marlene Pereira
Mãe de traficante Mica admitiu que conhece o atacante Adriano desde que ele era pequeno

Topo
Contador de notícias