iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/03 - 23:24

Sem sustos, São Paulo vence Nacional e assume a ponta

Dagoberto, Léo Lima e Washington fizeram a alegria da torcida no Morumbi, em partida pelo grupo 2 da Libertadores

Gazeta Esportiva

O São Paulo não encontrou dificuldades para assumir a liderança do grupo 2 da Copa Libertadores. Depois das críticas do presidente Juvenal Juvêncio, o time tricolor começou em ritmo lento nesta quinta-feira, mas acelerou ainda no primeiro tempo e mostrou bastante disposição para vencer o Nacional-PAR por 3 a 0, no estádio do Morumbi.

Assista aos gols da partida

Com o resultado positivo, que foi conquistado sem levar sustos, o time de Ricardo Gomes chegou aos nove pontos, na ponta isolada da chave, com um a mais que o Once Caldas (da Colômbia). Já o time paraguaio apenas cumprirá tabela no restante desta fase, pois acumulou a quarta derrota.

O placar positivo deu ao time tricolor sua melhor sequência na temporada, com quatro triunfos consecutivos. De quebra, o São Paulo comemorou sua 50ª vitória no Morumbi em jogos válidos pela Libertadores.

Dagoberto abriu o placar com gol de cabeça no primeiro tempo, pouco antes de Léo Lima balançar as redes. Na etapa complementar, Washington deu números finais ao placar. O hexacampeão brasileiro volta a jogar pelo torneio continental no dia 31, diante do Monterrey, no México. Antes, o tricolor precisará voltar a pensar no Campeonato Paulista. No domingo, novamente no Morumbi, o São Paulo encara o Mogi Mirim.


O jogo
O São Paulo começou a partida exibindo os mesmos defeitos dos últimos jogos, com dificuldade para impor velocidade no meio-campo. Mesmo com mais posse de bola diante do frágil adversário, o Tricolor demorou a conseguir criar jogadas de perigo, abusando dos erros de passes.

Já o time visitante se limitou a responder em contragolpes, como em um chute rasteiro de Cáceres, que passou perto da trave de Rogério Ceni, aos 11 minutos. A primeira boa chance do Tricolor saiu em um erro da defesa dos paraguaios. Léo Lima se livrou da marcação pela direita e cruzou no meio da área, onde a zaga afastou errado. O rebote sobrou nos pés de Cléber Santana, que finalizou longe do alvo.

Porém, depois de apresentar dificuldades para chegar com perigo, o Tricolor balançou as redes em duas jogadas seguidas, aproveitando cochilos da defesa paraguaia. Aos 29, Hernanes apareceu pela direita e cruzou na segunda trave, onde Dagoberto se posicionou livre para cabecear. A bola encobriu o goleiro Caffa e estufou as redes.

Apenas três minutos depois, Junior Cesar avançou em velocidade pela esquerda e cruzou para Washington, que disputou com o zagueiro e não conseguiu finalizar. Mas a bola sobrou para Léo Lima só tocar para as redes. Do outro lado, Rogério Ceni quase se enganou ao tentar cortar bola levantada na área, mas conseguiu mandar para escanteio.

O lance não assustou o São Paulo, que quase marcou o terceiro em chute perigoso de Washington. Como o time da casa voltou a se acomodar, o Nacional se arriscou nos minutos finais da etapa inicial. Cáceres recebeu na meia-esquerda e finalizou na rede pelo lado de fora.

No intervalo, o técnico Ever Almeida sacou Mazacotte e Rojas para promover as entradas de Víctor Aquino e Arturo Aquino, mas as mudanças não foram suficientes, já que o Tricolor voltou com vontade de dar show no segundo tempo. No primeiro lance, Léo Lima limpou a marcação na meia-esquerda e bateu colocado, perto da trave.

Aos nove, o time de Ricardo Gomes ampliou a vantagem. Dagoberto recebeu pela esquerda e carregou até a intermediária para fazer excelente passe na área, onde surgiu Richarlyson livre, mas o volante caiu ao driblar o goleiro. A bola, então, sobrou para Washington empurrar para as redes.

Com o placar confortável, o Coração Valente ainda perdeu chance incrível, quando recebeu cruzamento com liberdade e cabeceou para fora. O treinador são-paulino, então, decidiu dar mais movimentação ao setor ofensivo, colocando Fernandinho no lugar de Washington. Já Cicinho entrou no lugar de Jean.

E o Tricolor realmente melhorou. Após cobrança de escanteio, Fernandinho completou de calcanhar para acertar a trave. Nos minutos finais, o São Paulo ainda criou mais chances, mas não conseguiu ampliar a vantagem.


FICHA TÉCNICA - SÃO PAULO 3 X 0 NACIONAL-PAR


Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de março de 2010, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Darío Agustín Ubriaco (do Uruguai)
Assistentes: Carlos Esteban Pastorino e William Casavieja (ambos do Uruguai)
Cartões amarelos: Riveros (Nacional)
Público: 31.411 pagantes
Renda: R$ 907.065,32
GOLS: SÃO PAULO: Dagoberto, aos 29, e Léo Lima, aos 32 minutos do primeiro tempo. Washington, aos 9 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean (Cicinho), Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Richarlyson (Rodrigo Souto), Cléber Santana, Hernanes e Léo Lima; Dagoberto e Washington (Fernandinho)
Técnico: Ricardo Gomes

NACIONAL: Caffa; Piris, Miers e Herminio Miranda; Alfredo Rojas (Arturo Aquino), Irala, Cáceres, Riveros, Paniagua e Mazacotte (Víctor Aquino); Beltrán (Bordón)
Técnico: Ever Almeida


Leia mais sobre: São Paulo Nacional-PAR

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

São-paulinos se cumprimentam

Abraços são-paulinos
Jogadores reagiram bem às críticas do presidente Juvenal Juvêncio dentro de campo

Topo
Contador de notícias