iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/03 - 21:37, atualizada às 23:32 13/03

Fluminense apenas empata com América no Engenhão; assista
Time não conseguiu a vitória no Engenhão, pela Taça Rio, e saiu vaiado pelos seus torcedores por causa disso; veja gols da partida

Gazeta Esportiva

O Fluminense sofreu o seu primeiro tropeço na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, na noite deste sábado, ao empatar por 1 a 1 com o América, pela quarta rodada da competição. A equipe tricolor deixou o Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro, vaiado pelos seus torcedores, pois foi dominado na maior parte do tempo.

Marquinho fez o gol que levou o time das Laranjeiras aos dez pontos, na liderança do Grupo A, mas podendo ser ultrapassado pelo Flamengo, que pega o Vasco neste domingo. O Diabo, que teve seu tento anotado por Júnior, tem sete pontos e assumiu a segunda posição do Grupo B. Só que neste domingo, o Botafogo, que soma seis pontos, pode superá-lo, já que encara o Olaria.



O jogo
A partida começou muito nervosa, com os atletas dando a impressão de que estavam atuando em uma decisão. Com menos de um minuto Fábio Braz já tinha dado uma entrada em Wellington Silva, tentando inibir possíveis dribles do atacante tricolor. Já aos 15 minutos, depois de trocarem agressões, Jones Carioca e Éverton foram expulsos, com as duas equipes ficando com dez homens em campo.

Com a bola rolando o América dominou as ações. Logo aos dois minutos, Gerson invadiu a área e rolou para Adriano chutar em cima da zaga. Aos 19 minutos, Paty chutou cruzado e a bola foi para fora. Já aos 33, um lance que assustou aos tricolores. Claudemir cobrou falta da direita e Adriano cabeceou na trave do goleiro Rafael, que já estava batido no lance.

O Fluminense tinha sérias dificuldades de criação, sentindo claramente a falta do seu cérebro, o meia argentino Darío Conca, suspenso. Neste cenário, o Tricolor só conseguiria abrir o marcador se algum de seus atletas tivesse um lampejo de apoiador, municiando os homens de frente. Curiosamente Marquinho, escalado na vaga de Conca, acabou marcando o gol, aos 35 minutos. Porém o jogador só teve o trabalho de deslocar o goleiro Roberto, já que recebeu uma bela assistência de Mariano.

A vantagem do Fluminense era injusta se for levado em consideração o volume de jogo das duas equipes. Com isso, o América seguiu insistindo e acabou premiado com o gol de empate aos 45 minutos. Júnior recebeu a bola pelo lado direito, deu um corte em Cássio, trouxe a bola para o meio e chutou para marcar um golaço, sem chances para Rafael.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com Alan na vaga de Wellington Silva, que voltou a não corresponder. A mexida até deu a impressão de que mudaria a maneira de jogar do Tricolor. Uma pressão inclusive foi esboçada. Aos três minutos, Alan chutou cruzado para fora. Quatro minutos depois, em outro arremate, foi a vez de Thiaguinho acertar a rede, mas pelo lado de fora.

Porém com o tempo o América voltou a equilibrar as ações e quase se colocou em vantagem no marcador aos dez minutos, quando Osmar chutou de fora da área, para boa defesa do goleiro tricolor. Por falar em Rafael, ele quase engoliu um frango aos 25 minutos. Da Costa cruzou e o arqueiro viu a bola escorregar pela sua mão, batendo na trave. Na sobra, Dieguinho evitou o complemento de Adriano. Três minutos depois foi a vez de Gerson chutar colocado, sobre o gol.

O Fluminense foi sentido a pressão do América e passou a recuar, inclusive assustado pelo ímpeto americano. O Diabo então seguiu assustando. Aos 39 minutos, Gerson cobrou falta e Adriano escorou para rafael salvar. O domínio do América era tanto, que o Fluminense só voltou a assustar aos 43, quando André Lima recebeu na área e tentou encobrir o goleiro, que deu um tapinha na bola e cedeu escanteio. Foi a última chance de o Tricolor mudar a história do confronto.

Pelo Campeonato Carioca as duas equipes voltam a campo no próximo domingo, às 17h(de Brasília). O Fluminense recebe o Resende, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Já o América, no Estádio Giulitte Coutinho, em Mesquita, mede forças com o Boavista. Antes disso, porém, na quarta-feira à noite, o Tricolor encara o Uberaba-MG, em Minas Gerais, pelo confronto de ida da segunda fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA 1 x 1 FLUMINENSE

Local:
Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de março de 2010 (Sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luis Antônio Silva dos Santos
Assistentes: Ivan Araújo e Ricardo da Silva
Público: 2.226 pagantes
Cartões amarelos: Fábio Braz, Gerson e Júnior (América); Leandro Euzébio, Cássio, Dieguinho e André  (Fluminense)
Cartões vermelhos: Jones Carioca (América) e Éverton (Fluminense)

Gols: AMÉRICA: Júnior, aos 45 minutos do primeiro tempo
FLUMINENSE: Marquinho, aos 35 minutos do primeiro tempo

AMÉRICA: Roberto, Claudemir, Fábio Braz, Luciano Almeida e Gerson (Bruno Reis); Júnior, Mael, Adriano e Osmar (Da Costa); Jones Carioca e Paty (Daniel Moraes)
Técnico: Gabriel Vieira

FLUMINENSE: Rafael, Cássio, Dalton e Leandro Euzébio; Mariano, Diogo (André Lima), Éverton, Marquinho e Thiaguinho (Dieguinho); Wellington Silva (Alan) e Fred
Técnico: Cuca


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Wellington Silva

Wellington Silva
O talento do jovem atacante não resolveu para o Fluminense contra o América

Topo
Contador de notícias