iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/03 - 09:48

Em fase artilheira, Wesley nega provocação ao Corinthians
Nesta quinta-feira, meia foi importante para a equipe ao marcar o primeiro gol sobre o Paulista

Gazeta Esportiva

O meia Wesley definitivamente deu a volta por cima no Santos. Depois de uma primeira passagem na qual alternou bons e maus momentos, o jogador, revelado nas categorias de base do clube, passou um período no Atlético-PR, por empréstimo, mas neste seu retorno à Vila Belmiro, tem cada vez mais se firmado como titular de Dorival Júnior. Prova disso é que os gols, raros em sua primeira passagem, têm saído constantemente em 2010.

Nesta quinta-feira, Wesley foi importante para a equipe ao marcar o primeiro gol do Peixe, quando o Paulista de Jundiaí vencia a partida por 1 a 0, no Jayme Cintra. "O empate aconteceu em um momento importante, pois o Paulista estava muito forte. Graças a Deus consegui finalizar bem nessa jogada e marcar o gol", disse.

O meia, que contra o Galo da Japi, mais uma vez atuou como segundo volante, marcou o seu quarto gol desde que voltou ao Alvinegro Praiano. Para Wesley, a boa fase tem explicação: a confiança do treinador santista em seu trabalho.

"A evolução tem sido muito boa desde a minha saída do Atlético-PR. Não posso deixar de agradecê-los. E hoje, estou muito feliz aqui no Santos, pois o Dorival tem me dado muita confiança. Estou mostrando um grande futebol, independente da posição. Contra o Paulista, ele pediu para que eu fechasse no meio, porque sabia que eu poderia fazer essa função. Ele foi feliz na escolha tática e deu certo", comentou.

Empolgado com o bom momento, o camisa 8 do Santos ainda tratou de destacar, no final, que a comemoração do seu gol não foi nenhuma alusão às reclamações do Corinthians, por conta da derrota no clássico do último domingo, na Vila Belmiro.

"Foi uma homenagem ao filho do Marquinhos que chorou em um treino nosso. Não teve nada a ver com a reclamação dos corintianos. O que passou, passou. O resultado (do clássico) foi bom para a gente, mas é passado", encerrou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias