iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/02 - 08:31

Com maratona à vista, Ricardo Gomes não decide sobre rodízio
Técnico ainda terá que pensar se vai com o time misto em algum dos próximos confrontos do São Paulo

Gazeta Esportiva

No Brasil, é comum se ouvir a constatação de que "o ano só começa após o carnaval". Para o São Paulo, o período pós-folia tem uma difícil maratona. Após enfrentar o Barueri no Morumbi nesta quinta-feira, o Tricolor terá pela frente o clássico ante o Palmeiras e a viagem até Manizales para visitar o Once Caldas. Porém, mesmo com uma difícil sequência, o técnico Ricardo Gomes ainda não decidiu se irá prosseguir com o esquema de 'rodízio'.

Apesar de se mostrar "à vontade" para realizar modificações na equipe são-paulina pois já conseguiu criar um padrão de jogo, Ricardo Gomes ainda terá que pensar se vai com o time misto em algum dos confrontos. "Agora com essa estrutura de jogo, me sinto à vontade para fazer mudanças", afirmou o treinador, que já fez alguns testes nesta terça-feira.

No treino desta terça, a alinhação inicial tricolor veio sem Hernanes, que será poupado, e com Cicinho como meia-direita no 4-4-2. E o comandante já admitiu algumas alterações. "È possível, o time já está criando estrutura, aí o jogador que entra já sabe o que vai fazer e isso melhora o rendimento. No inicio dos jogos, quando você faz algumas mudança os jogadores sentem, e agora é só melhorar o entrosamento entre jogadores", disse Gomes.

No entanto, o planejamento tricolor é de passo por passo. Antes de pensar no Choque-Rei e no decisivo confronto contra o Once Caldas pela Copa Libertadores, há ainda a partida contra o Barueri no Campeonato Paulista. "Eu sei o que vou fazer contra Barueri, e não contra os outros. Agora é jogo por jogo, é evidente que tenho boas opções no elenco, mas agora é uma outra fase", explicou Ricardo Gomes.

Apesar de ser chamada de maratona, a sequência de partidas não é tão 'encavalada', uma nesta quinta, outra no domingo e só na próxima quinta-feira pela Libertadores, e há um período razoável de descanso e treinos. O problema é a viagem até Manizales, na Colômbia. "Apesar desse tempo de recuperação ser bom, correto, já que de domingo pra quinta não tem muito problema físico, o empecilho é a viagem, que é uma viagem chata porque não é direto, ficamos numa cidade diferente e isso cansa", concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias