iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/01 - 10:21

Após Vágner Love, Palmeiras busca artilheiro com amor verdadeiro
Evair marcou época no clube na década de 90 e deixou seu recado. Ele pede um reforço com personalidade

Gazeta Esportiva

Procura-se um atacante no Palestra Itália. Em primeiro lugar, é preciso apresentar qualidades básicas - bom chute, cabeceio preciso, faro de artilheiro e qualidade técnica. Mas o principal neste momento é demonstrar amor à camisa. Após a decepcionante experiência com Vagner Love, a torcida do Palmeiras deixou claro que exige um jogador com comprometimento junto ao clube.

A camisa 9 do Palmeiras está vaga faz bastante tempo. Nomes como Washington, Neto Baiano, Roger, Osmar, Gioino, Renaldo, Max e Jorge Preá chegaram a causar desespero ao torcedor na última década. Mas até os mais famosos, como Keirrison, Obina, Alex Mineiro e agora Vagner Love, não ficaram na memória do exigente fã do Verdão. E agora, quem deve assumir a posição?

Autor de 127 gols no Palestra Itália, Evair marcou época no clube na década de 90 e deixou seu recado. Ele pede um reforço com personalidade. "No Palmeiras, não adianta ser um bom jogador. Precisa ter algo a mais, ser mais homem, ter colhão, não pode ser bonzinho", diz.

Evair mostra-se incomodado com o pouco tempo de permanência dos jogadores no clube. Segundo o antigo matador, Keirrison era um nome que poderia ter marcado sua história no Verdão. Só que ele preferiu uma transferência para o exterior seis meses depois de se apresentar ao Palmeiras, no momento em que sofria algumas críticas pelo mau futebol. A falta de interesse pelo clube deixou a torcida furiosa.

O próprio Evair chegou a passar momentos difíceis no Palmeiras. Em 1992, foi afastado do grupo pelo técnico Nelsinho Baptista. Ainda assim, não desistiu de dar a volta por cima. "Contando minhas duas passagens, fiquei cinco anos no clube. Isso faz a diferença. Poderia ter dado errado, fiquei fora do elenco um tempo, mas persisti, insisti. Depois, o torcedor começou a ver meu futebol", conta Evair, orgulhoso.

Em um time grande, Evair também aponta a necessidade de o jogador adotar uma postura profissional. Vagner Love passou a ser perseguido por torcedores justamente sob a alegação de exagerar nas saídas noturnas. "Você precisa saber a hora certa de sair de casa", reconhece o atual técnico do Itumbiara, de Goiás.

Outro ídolo do Alviverde, César Maluco enlouqueceu torcedores durante as décadas de 60 e 70 - é o segundo maior artilheiro da história do clube, com 180 gols, atrás apenas de Heitor. Ele ressalta que encontrar um bom centroavante não é tão simples como muitos pensam. "Jogar dentro da área é difícil, no meio-campo que é fácil. Hoje vemos mais meio-campistas do que atacantes, do que aquele goleador, o homem de área", compara.

A recomendação de César Maluco é para que o Palmeiras forme um artilheiro em suas categorias de base. Ele denuncia, contudo, que o clube não conta atualmente com profissionais de gabarito para ensinar os fundamentos básicos aos jovens atletas. "Antigamente os jogadores eram educados na base. Agora, a maioria dos jogadores sobe sem fundamentos. No nosso tempo, aquele que errava passe tomava bronca", explica.

Irreverente, César Maluco observa graves defeitos nos jogadores que passaram recentemente pelo Palestra Itália. Até mesmo os mais famosos não escapam das críticas do ex-ídolo alviverde. "Em minha opinião, o Vagner Love, por exemplo, não tem visão de jogo", dispara.

A língua afiada de César Maluco também alcança Keirrison, que era acusado por torcedores de "fugir das divididas". "Ele não teve trabalho de base. Nasceu craque, é um dom de Deus, mas não sabe sair da marcação. Leva para dentro do campo o receio de receber um pontapé. O zagueiro sente quando o atacante está com medo. Você precisa ser um pouco maldoso, ir firme na bola", ensina.

[imagem=10161#alinhamento=dir#legenda=Keirrison e César Maluco tiveram destinos diferentes dentro do Palestra Itália#credito=285]

Até mesmo o técnico Muricy Ramalho, que trabalha junto à diretoria na contratação do novo camisa 9 do Palmeiras, admite que o futuro reforço precisa ter características especiais. "Sei que a torcida gosta de jogadores que queiram permanecer e pensar apenas no Palmeiras", afirma.

Enquanto a diretoria procura reforços, um integrante do elenco sonha em ganhar a posição de titular do Palmeiras. Trata-se de Robert, que marcou um gol na estreia do Palmeiras no Campeonato Paulista, sábado, contra o Mogi Mirim. Apesar de sonhar com uma contratação de peso, a direção alviverde confia no bom rendimento do atleta. "Se o Robert tiver uma sequência de partidas, vai dar muitas alegrias", confia o vice de futebol Gilberto Cipullo.

Desconfiada, a torcida sofre com grande ansiedade e não se cansa de questionar: Quem será o novo atacante do Palmeiras? Só os dirigentes do Alviverde poderão responder nos próximos dias.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias