iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/01 - 18:05, atualizada às 19:31 13/01

Marcelinho comanda festa e Corinthians abre centenário com vitória

"Senhor Centenário" jogou no 1º tempo e fez festa com a torcida no intervalo; Souza, Morais e Dentinho marcaram no Pacaembu

Gazeta Esportiva

Roberto Carlos, Tcheco, Iarley e Danilo apenas deram "tchauzinho" para a Fiel e foram para as sociais do Pacaembu assistir ao duelo entre Corinthians e Huracán, nesta quarta-feira. Sobrou então para Marcelinho Carioca, o 'Senhor Centenário', homenageado do dia, a honra de comandar a festa da primeira partida do Timão no ano do centenário. E ele não decepcionou.

Assista aos gols da partida

Com viradas de jogo precisas, cobranças de escanteio venenosas e muita movimentação enquanto teve gás, o camisa 100 deu seu 'adeus' ao futebol profissional atuando 45 minutos em alto nível. E foi o principal destaque da vitória alvinegra por 3 a 0 sobre os hermanos, mostrando que, se quisesse, ainda teria muita lenha para queimar.

Além do Pé de Anjo, vale destacar a excelente participação de dois atletas há pouco tempo taxados de disponíveis no elenco: Souza e Morais. O primeiro, sempre contestado, viveu uma tarde diferente. Deu chapéu, fez o primeiro gol e deu o passe para o segundo, marcado justamente por Morais, em lindo toque por cobertura, na saída do goleiro. Dentinho fechou o placar no segundo tempo.

O jogo
Diante de um adversário que enfrentou uma verdadeira maratona para chegar ao Brasil, desembarcando em São Paulo somente às 10h15 da manhã desta quarta-feira, o Corinthians administrou a partida como quis e construiu a vitória sem sustos e sem muito esforço.

Contando com Marcelinho Carioca e Defederico inspirados e surpreendentemente entrosados, já que não treinaram juntos uma vez sequer, o Timão demorou para abrir o marcador, mas, quando o fez, conseguiu construir vantagem confortável ainda no primeiro tempo.

Aos 34 minutos, Jucilei serviu Morais, que foi ao fundo e cruzou para Souza. O atacante dominou e chutou forte, abrindo o marcador e começando o ano com o pé direito: 1 a 0. Cinco minutos mais tarde, foi Marcelo Mattos quem roubou e tocou para Morais. O baixinho tabelou com Souza e, na saída de Calviño, tocou com categoria, por cobertura, ampliando e levando o Timão tranquilo para os vestiários.

Enxurrada de mudanças e estreia
Principais destaques da etapa inicial, Marcelinho Carioca, Souza e Morais não voltaram para o segundo tempo, sendo substituídos por Boquita, Edno e Elias, respectivamente. Mano ainda sacou Alessandro, Marcelo Mattos e Defederico, promovendo a estreia de Ralf e as entradas de Dentinho e Balbuena na partida.

Mesmo totalmente desfigurado, o Corinthians seguiu soberano no amistoso e administrando o bom resultado, sem grande desgaste. Boquita entrou bem na partida, assim como Elias e Dentinho, que fez linda jogada aos 16 minutos e cruzou para Edno perder gol feito, parando nas mãos do goleiro Calviño.

Mesmo em ritmo mais lento, o Corinthians ainda acertou o travessão em chute de Edno e completou a festa com outro golaço. Dentinho recebeu de Boquita, se livrou do lateral Lemos e, na entrada da área, tocou cruzado, no canto oposto: 3 a 0 e estreia na temporada com o pé direito.

Agora o Alvinegro volta para a concentração em Itu, onde dará sequência aos trabalhos visando a estreia no Campeonato Paulista, domingo, contra o Monte Azul, em Ribeirão Preto. Apesar de não ter sido brilhante nesta quarta, o Alvinegro começou a temporada do centenário do jeito que a Fiel gosta: comemorando uma vitória.

Milton Trajano
cha
Charge por Milton Trajano


FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS (BRA) 3 X 0 HURACÁN (ARG)


Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 13 de janeiro de 2009, quarta-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Émerson Augusto de Carvalho (SP)
Renda: R$ 524.071,00
Público: 18.539 pagantes
Cartões amarelos: Edno (Corinthians), Villán (Huracán)
GOLS:
CORINTHIANS: Souza, aos 34, e Morais, aos 39 minutos do primeiro tempo; Dentinho, aos 29 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro (Balbuena), William, Paulo André e Escudero (Renato); Marcelo Mattos (Ralf), Jucilei, Morais (Elias) e Marcelinho (Boquita); Defederico (Dentinho) e Souza (Edno)
Técnico: Mano Menezes

HURACÁN: Calviño; Lemos, Villán, Cura (Quintana) e Garcia; Sanchéz, Medina (Maidana), Rojas (Dario) e Chiviló (Roffes); Aguilar (Soplán) e Carrizo (Suárez)
Técnico: Héctor Jesús Martínez


Leia mais sobre: Corinthians Marcelinho Carioca

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Jogador acena para torcida

Marcelinho e a Fiel
Após os 45 minutos iniciais, Pé-de-Anjo buscou o calor dos corintianos à beira das arquibancadas

Topo
Contador de notícias