iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/12 - 19:06

Novo técnico lamenta possível saída de Rodrigo Souto
Interesse de equipes europeias, principalmente do Paris Saint-Germain (França), é real pelo volante santista

Gazeta Esportiva

SANTOS - Contratado no final da semana passada como novo técnico do Santos para a temporada 2010, Dorival Júnior ainda não se apresentou oficialmente ao seu novo clube, mas o treinador demonstrou estar a par dos últimos acontecimentos na Vila Belmiro. Tanto que lamentou o interesse de equipes europeias, principalmente do Paris Saint-Germain (França), que deve oferecer cerca de 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 8 milhões) para tirar o volante Rodrigo Souto do Peixe.

Admirador do futebol do meio-campista, Dorival torce para que as negociações não se concretizem e o jogador possa ficar no Alvinegro Praiano para o ano que vem. "Eu ficaria muito sentido com a saída do Rodrigo", afirmou o comandante, em entrevista à Rádio Cultura, antes de revelar que já tentou, em outras oportunidades, contratar Souto para times por ele treinados.

"É até um fato pitoresco, pois tentei levá-lo para muitos das equipes que eu dirigi, como foi o caso do São Caetano, antes dele vir para o Santos, do Cruzeiro e do Vasco, só que acabou que nunca deu certo. E aí, no primeiro momento em que podemos trabalhar junto ele me 'dá as costas'", brincou Dorival.

Consciente de que as somas envolvidas na transação podem ser decisivas para a saída do volante, o técnico santista sabe que será uma tarefa complicada manter Souto no clube. "Não podemos lamentar. Sei que pode ser bom para a diretoria, apesar de que para mim vai ser horrível, pois perderemos um atleta qualificado, com vasta experiência, em um momento de reorganizar equipe. Seria uma perda considerável", comentou.

Desta forma, caso a ida de Souto para o futebol francês se concretize, Dorival pensa que os alvinegros terão que ir ao mercado para buscar uma peça de reposição para o setor. "Prefiro acatar o que estiver acontecendo (sobre transação) e, se for o caso, pensar em outro nome. Temos que tentar alguma coisa para ter um preenchimento rápido (de peças). Teremos que arranjar um jogador que venha, se assemelhe às características dele e que esteja à altura da necessidade da nossa equipe", concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias