iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/12 - 14:18

Patrícia não deve fazer mudanças drásticas no Flamengo
Patrícia está tão disposta a manter a base que vem dando certo no Flamengo que estuda a possibilidade de manter na função Marcos Braz, vice-presidente de futebol do clube

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Eleita a primeira presidente da história do Flamengo no fim da noite de segunda-feira, Patrícia Amorim não deverá fazer mudanças drásticas no departamento de futebol. Pelo menos é isso que vem sinalizando quando perguntada sobre o futuro de pessoas importantes no clube. A prioridade da nova dirigente é renovar o contrato do técnico Andrade e manter a base que conquistou o título brasileiro.

"Vamos trabalhar para renovar o contrato do Andrade, assim como manter a base que conquistou o título. Não vejo motivos para fazermos mudanças drásticas, pois temos que parar com essa história de criticar quem veio antes. O Delair Dumbrosck (presidente em exercício e que foi derrotado por Patrícia no pleito) sempre foi muito elegante comigo e fez um bom trabalho", disse Patrícia, que prometeu trabalhar para manter os salários sempre em dia na Gávea.

Patrícia está tão disposta a manter a base que vem dando certo no Flamengo que estuda a possibilidade de manter na função Marcos Braz, vice-presidente de futebol do clube. "Vamos conversar sobre isso. Temos muitas preocupações daqui para frente", disse a dirigente, que tem como vice-presidente Hélio Ferraz, ex-mandatário do clube.

A eleição de Patrícia parece ter agradado até mesmo alguns dos opositores derrotados no pleito. É o que deixou transparecer Márcio Braga, presidente que estava afastado do cargo e viu seu representante, Delair Dumbrosck, cair diante da ex-nadadora.

"É uma moça que conhece profundamente o Flamengo e tem o clube como sua segunda casa, pois vive lá desde os oito anos de idade. Acho que será uma excelente presidente, tem tudo para ser", apostou Braga. Disposto a não deixar uma 'bomba' nas mãos da mais nova dirigente do futebol brasileiro, ele ainda prometeu que tentará unir as forças dos outros três candidatos que foram derrotados no pleito.

"Vou procurar fazer uma reunião ainda nesta semana, provavelmente na quinta-feira, com todos aqueles que disputaram a presidência, com a intenção de estabelecer um pacto pela governabilidade. Cada um pega um setor e ajuda como uma família a governar bem o Flamengo", encerrou Braga.

Delair também parece não querer criar maiores problemas com a nova presidente. "Assim que a Patrícia quiser vou sentar e conversar com ela para passar a realidade do Flamengo e a situação de momento. Fico na torcida para que ela consiga fazer uma grande administração, pois o nosso clube tem que estar sempre fortalecido", disse o atual presidente em exercício do Flamengo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias