iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/11 - 11:24

Especial: "Tricolor Celeste" resgata a saga dos uruguaios do São Paulo
Pablo Forlán, Pedro Rocha, Dario Pereyra e Diego Lugano ajudaram a escrever a história do São Paulo

Mauricio Stycer, iG São Paulo

SÃO PAULO - Em comum, os quatro deixaram uma imagem muito positiva, não apenas como craques, mas também, e em alguns casos, sobretudo por causa da famosa “garra”. Pablo Forlán, Pedro Rocha, Dario Pereyra e Diego Lugano fizeram história no São Paulo.

E resgatar esta história é o principal objetivo, e mérito, de “Tricolor Celeste” (Publisher Brasil, 112 págs, R$ 25), que Luís Augusto Simon, o Menon, acaba de publicar. Além dos perfis dos quatro jogadores, o livro também traz uma relação com dados sobre todos os jogadores estrangeiros que já passaram pelo São Paulo.

Forlán, para quem não sabe, é pai de Diego Forlán, atacante do Atlético de Madri e da seleção uruguaia. Lateral-direito esforçado, mas muito vitorioso por onde passou, Forlán atuou no Peñarol e, no São Paulo, ajudou a encerrar uma fila de 13 anos sem título, ao vencer o Paulista de 1970. Jogou duas Copas pelo Uruguai.

Daryo Pereira veio do Nacional. No São Paulo, foi uma espécie de sucessor de Pedro Rocha. Mas, ao longo de suas temporadas no clube, foi mudando de posição, de meia para volante, até se consagrar como um dos maiores zagueiros da história do clube.

Junto com Oscar (atuaram juntos em 175 partidas), formou uma das mais famosas duplas de zaga do São Paulo. Jogou no clube por 11 anos, onde foi campeão paulista e Brasileiro (1986). Jogou pelo Uruguai na Copa de 1982.
  
O livro se encerra com a história de Lugano. Menon descreve as dificuldades que ele teve para se firmar no clube, aonde chegou com a fama de “zagueiro do presidente”. Campeão Brasileiro, da Libertadores e Mundial pelo São Paulo, Lugano é o melhor exemplo das qualidades do jogador uruguaio: persistente, raçudo, corajoso e, até, craque.

O livro “Tricolor Celeste” pode ser encontrado na livraria virtual da editora Publisher.

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias