iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/11 - 15:04

Inter está totalmente adaptado a Mário Sérgio, diz Lauro

Técnico assumiu o lugar de Tite, depois da eliminação do time colorado da Copa Sul-Americana

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - Muitos torcedores do Internacional ainda culpam o técnico Mário Sérgio pelo momento de instabilidade que chegou a tirar a equipe do G-4 do Campeonato Brasileiro. Há quem diga que teria sido melhor a permanência de Tite, demitido após eliminação na Copa Sul-americana - o time somava seis jogos sem vitória na temporada. O goleiro Lauro, no entanto, garante que os atletas colorados estão plenamente adaptados ao atual comandante.

"No futebol, a gente tem que ter serenidade nas atitudes, porque depois não pode se arrepender. Realmente teve esse comentário de que não deveria ter saído o Tite, que é um grande treinador, mas com a chegada do Mário Sérgio a gente teve que esquecer tudo e se adaptar ao novo treinador. Afinal, faltavam 11 rodadas (no Brasileirão)", disse o jogador, em declaração ao Sportv.

Mário Sérgio assumiu o time gaúcho na 28ª rodada, com vitória por 3 a 1 sobre o Náutico. Desde então, somou quatro vitórias, três empates e duas derrotas. A duas rodadas do final do Brasileirão, retorna ao G-4 com chances reais de título: é o terceiro colocado, com 59 pontos, três atrás do líder São Paulo. Seus próximos adversários serão o rebaixado Sport e o ameaçado Santo André.

"O Mário é transparente, passa confiança e cobra o que cada atleta pode render. Nos adaptamos ao estilo dele e tudo o que ele passou sobre o campeonato, aconteceu. A gente espera confirmar esses jogos e terminar bem", disse o goleiro, que aprova a forma de trabalhar do atual comandante no Beira-Rio. "Às vezes, vale mais a seriedade e a transparência dele quando fala: 'vai acontecer isso deste jeito, e vai dar certo'", complementou.

Gol de goleiro

Um dos lances mais marcantes da carreira do goleiro Lauro aconteceu durante o Campeonato Brasileiro de 2003, quando o jogador, então na Ponte Preta, se arriscou no ataque. A equipe perdia por 1 a 0 e, em cobrança de escanteio, o arqueiro conseguiu desviar de cabeça e empatar o jogo. Lauro só espera não viver a situação oposta.

"Nunca tomei gol de goleiro, mas já corri esse risco várias vezes. O Rogério Ceni (do São Paulo) já bateu umas oito faltas em mim, já cobrou pênalti e eu defendi", disse o arqueiro, satisfeito: "A emoção de feito um gol é indescritível. O goleiro do Flamengo era o Júlio César (atualmente na Internazionale, da Itália). Espero nunca tomar um gol de goleiro, porque é doloroso também".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias