iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/11 - 18:10

Associação de loterias europeias pede política restritiva de apostas

Intenção é evitar escândalos como o divulgado hoje na Alemanha, que envolve resultados de cerca de 200 partidas

EFE

BRUXELAS (Bélgica) - A associação "European Lotteries", que reúne companhias lotéricas de mais de 40 países europeus, pediu hoje uma política restritiva de apostas esportivas para evitar escândalos como o divulgado hoje na Alemanha, que envolve resultados de cerca de 200 partidas de futebol.

"O crescente número de manipulações nas competições associado com apostas mostra que é urgente a criação de um estrito controle policial e estatal sobre as apostas esportivas", afirmou o presidente da associação, Friedrich Stickler.

"O crescimento exponencial das oportunidades de apostas, como vimos ocorrer na internet nos últimos anos, tornou o controle sobre elas cada vez mais complicado, o que facilita as tentativas de manipulação de partidas", disse Stickler, ex-presidente da federação austríaca de futebol, por meio de um comunicado.

Ele também explicou que os membros da associação possuem um sistema próprio de controle para evitar fraudes e têm um estrito código de conduta, não aceitando apostas de "centenas de milhares de euros" em uma só partida, "ao contrário do que fazem outros operadores".

"Quanto mais dinheiro envolvido, maiores são as chances de corrupção", concluiu Stickler.

A Promotoria de Bochum (Alemanha) informou hoje que 15 pessoas foram presas no país e outras duas na Suíça durante uma megaoperação policial realizada em vários países europeus com o objetivo de desmantelar uma quadrilha de manipuladores de apostas esportivas.

Cerca de 200 partidas disputadas neste ano, entre elas 12 da Liga Europa (ex-Copa da Uefa) e três da Liga dos Campeões, estão envolvidas no mais novo escândalo de fraude por parte de máfias de apostadores.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias