iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/11 - 21:30

Coxa vence, espanta o fantasma da degola e complica o Atlético-MG

Galo chegou a empatar o jogo e ameaçar uma reação, mas no final saiu com um duro revés de Curitiba

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

CURITIBA - Com uma bela festa nas arquibancadas do Couto Pereira, o Coritiba bateu o Atlético Mineiro por 2 a 1 e ficou próximo de garantir matematicamente a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro em 2010. Já os mineiros, que ainda lutam pelo titulo, devem cair na classificação e já deixam em risco até mesmo a vaga para a Libertadores da América.

Assista aos gols:

O Coxa abriu o placar depois de começar melhor a partida. Aos 20 minutos, Rômulo, que saiu do time adversário por ser pouco utilizado, fez a tabela com Marcelinho Paraíba, entrou na área e tocou para o fundo das redes. Após o intervalo, o Galo chegou ao empate com Eder Luiz, que aos 10 minutos pegou rebote para empurrar para o gol. Aos 40 minutos, Marcelinho cobrou pênalti e garantiu os três pontos.

Na próxima rodada, o Coritiba vai ao litoral paulista, onde no domingo enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, em uma luta direta por vaga na Copa Sul-americana. Já o Atlético Mineiro tem mais uma pedreira pela frente ao receber no mesmo dia o Internacional, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo (Veja como foi lance a lance)
Tentando responder ao chamado do torcedor, a equipe alviverde partiu para o ataque e, logo no primeiro lance, Rodrigo Heffner fez a jogada pela ala e cruzou, mas a zaga mineira afastou o perigo. Diego Tardelli tentou responder e Pedro Ken, para incendiar o Alto da Glória, tomou a bola com eficiência. Aos nove minutos, Marcelinho cobrou escanteio, Jeci tentou o peixinho e a defesa tirou da área.

O Coxa dominava a partida e encurralava o Galo em seu campo de defesa. Mas o time alvinegro estava vivo, esperando por um bom contra-ataque, como aos 13 minutos, com Eder Luiz arrancando e lançando para Diego Tardelli, que foi travado na hora do arremate. Aos 18 minutos, com o jogo mais equilibrado, o Atlético-MG teve mais uma boa chance, com Werley, que aproveitou cruzamento de Ricardinho, tocando de cabeça para fora. No entanto, aos 20 minutos, Rômulo tabelou com Marcelinho e recebeu com liberdade para tocar para o fundo das redes.

Os mineiros tentaram responder aos 21 minutos com Jonílson, que encontrou um espaço para chutar, mas foi travado. Aos 25 minutos, Rômulo quase repetiu a dose com uma tabela com Leandro Donizete e, desta vez, a zaga estava atenta. Aos 32 minutos, Carlos Alberto buscou o cruzamento e Vanderlei deixou a meta para defender. Ricardinho, com uma bomba aos 37 minutos, obrigou Vanderlei a fazer grande defesa. Carini também apareceu, aos 40 minutos, com Marcelinho mandando uma bomba.

Na segunda etapa, com mais festa nas arquibancadas, o árbitro paralisou a partida por conta da fumaça. Com a bola rolando, aos dois minutos Marcelinho cobrou falta forte demais, sem direção. O Galo quase empatou, aos seis minutos, com um vacilo da zaga coxa-branca, que deixou Tardelli livre e contou com a sorte com o passe errado. Aos sete minutos, Marcelinho Paraíba, de frente para o crime, chutou em cima de Carini e, no rebote, Pedro Ken perdeu.

Vivendo a máxima de quem não faz toma, o Coritiba foi castigado. Aos 10 minutos, Vanderlei fez grande defesa em chute de Jonílson mas, no rebote, não evitou o gol de Éder Luiz, que aproveitou falha de Jeci. Aos 13 minutos, na pressão, Rômulo girou o corpo e bateu com perigo, pela linha de fundo. O Atlético cresceu na partida e, aos 20 minutos, Diego Tardelli bateu cruzado, Vanderlei desviou e a bola ainda pegou na trave.

As duas equipes procuravam a vitória, o único resultado interessante. Aos 28 minutos, Rômulo invadiu a área e foi travado, reclamando a marcação de um pênalti. Jogada polêmica que o árbitro mandou seguir. Aos 35 minutos, lançamento para Marcos Aurélio e Werley apareceu para interceptar. Aos 38 minutos, novamente Rômulo foi derrubado na área e desta vez o pênalti foi anotado, com Benitez expulso. Marcelinho Paraíba cobrou e garantiu a festa no Alto da Glória.

FICHA TÉCNICA: CORITIBA 2 x 1 ATLÉTICO/MG

Local:
Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 14 de novembro de 2009, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP)
Cartões amarelos:
Pedro Ken, Leandro Donizete (Coritiba); Benitez, Correa, Jonílson (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Benitez (Atlético-MG)

GOLS: CORITIBA: Rômulo, aos 20 minutos do primeiro tempo e Marcelinho Paraíba, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Éder Luiz, aos 10 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei, Rodrigo Heffner (Marcos Aurélio), Jeci, Pereira e Luciano Amaral; Jailton (Renatinho), Leandro Donizete, Pedro Ken (Makelele) e Carlinhos Paraíba; Marcelinho Paraíba e Rômulo
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Carini; Carlos Alberto, Werley, Benítez e Thiago Feltri (Pedro Paulo); Jonílson (Renan), Márcio Araújo, Correa e Ricardinho (Tchô); Diego Tardelli e Éder Luís
Técnico: Celso Roth


Leia mais sobre: Coritiba Atlético-MG

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Coxa comemora

Coritiba comemora
Rômulo abriu o placar para o Coxa e Marcelinho Paraíba foi quem definiu o placar

Topo
Contador de notícias