iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/11 - 18:28, atualizada às 22:45 09/11

Belluzzo faz denúncia contra STJD e reforça críticas a Simon

"Um dos auditores falou ao Vágner no julgamento: 'noto que você usa tranças verdes. Se fossem rubro-negras, eu não te daria dois jogos'", acusou presidente do Palmeiras

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A ira de Luiz Gonzaga Belluzzo não ficou apenas contra Carlos Eugênio Simon e o gol anulado de Obina na derrota frente ao Fluminense. Nesta segunda-feira, o presidente do Palmeiras fez revelações fortes sobre o julgamento do atacante Vágner Love no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), realizado no dia 23 de outubro, e reforçou as críticas ao árbitro gaúcho.

"Um dos auditores, que atende pelo nome de... Um jovem de 36 anos, filho de um desembargador, chegou para o Vágner Love e falou assim: 'Noto que você usa trancinhas verdes. Se você usasse trancinhas rubro-negras eu não te daria duas partidas'. Isso está gravado. É assim que se comporta um membro do Tribunal. Muita gente me pediu para não contar isso. Chega!", bradou Belluzzo, sem citar o nome de Rodrigo Fux, representante da quarta comissão disciplinar do STJD, a quem o cartola se referia.

Assista ao vídeo da entrevista de Belluzzo

Vágner Love foi réu pela expulsão contra o Avaí, no Palestra Itália. Denunciado no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o jogador levou duas partidas de suspensão e ficou de fora da goleada sobre o Goiás. A decisão do STJD pegou de surpresa a alta cúpula palmeirense.

O fato abriu, inclusive, a discussão de que o Palmeiras não daria muita importância aos bastidores do futebol brasileiro. Belluzzo discorda desta versão, mas considera que situações estranhas estão fazendo parte da edição 2009 do Campeonato Brasileiro.

"Quero dizer que o Palmeiras sempre busca manter com os órgãos ligados ao futebol uma relação de igualdade e respeito. No entanto, tenho observado episódios que me deixam preocupado, como foi o julgamento do Vágner Love", reforçou o cartola.

Belluzzo ainda reforçou as críticas ao árbitro Carlos Eugênio Simon, que anulou um gol legítimo do Palmeiras diante do Fluminense. "Nesse caso, todas as circunstâncias mostram que ele teve a intenlção clara de prejudicar um time e favorecer o outro", afirmou, antes de concluir. "Levando em conta a natureza da expressão popular 'juiz ladrão', ele é juiz ladrão. Nesse sentido da linguagem popular, ele é um juiz ladrão".

A reportagem da Gazeta Esportiva entrou em contato com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ouvir a versão de Rodrigo Fux, mas o auditor não quis se pronunciar sobre o assunto.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

belluzzo

Luiz Gonzaga Belluzzo
Presidente fez denúncia contra o STJD e voltou a criticar Smion pelos erros no jogo do Maracanã

Topo
Contador de notícias