iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/11 - 16:31

Zebras europeias buscam sonho de estar no Mundial
Bósnia e Eslovênia enfrentam seleções mais cotadas na repescagem, mas acreditam em suas chances de chegar à Copa

Trivela.com

SÃO PAULO - A partir do próximo dia 14, as seleções da Bósnia e da Eslovênia entram na repescagem europeia das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 em busca do sonho do Mundial. Para os eslovenos, seria a segunda oportunidade de disputar uma Copa, já que estiveram no Japão e na Coreia do Sul, em 2002. Já para os bósnios, é a chance de debutar no torneio.

A Eslovênia encara na repescagem a Rússia, que esteve bem perto de obter a vaga direta para a Copa, mas uma derrota em casa para a Alemanha na penúltima rodada levou os russos para os playoffs. Já os eslovenos ficaram em segundo lugar em seu grupo, atrás da classificada Eslováquia e à frente da República Tcheca, Irlanda do Norte, Polônia e San Marino. A campanha foi de seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Os pontos altos da campanha foram as duas vitórias sobre a Eslováquia, incluindo o 2-0, fora de casa, que deu a vaga nos playoffs.

Os convocados pelo técnico Matjaz Kek para os jogos contra a Rússia foram:

Goleiros: Samir Handanovic (Udinese-ITA), Jasmin Handanovic (Mantova-ITA), Aleksander Seliga (Sparta-HOL);

Defensores: Miso Brecko (Colônia-ALE), Bostjan Cesar (Grenoble-FRA), Branko Ilic (FC Moscou-RUS), Bojan Jokic (Sochaux-FRA), Matej Rozic Mavric (Koblenz-ALE), Marko Suler (Gent-BEL);

Meio-campistas: Valter Birsa (Auxerre-FRA), Andraz Kirm (Wisla Cracóvia-POL), Andrej Komac (Maccabi Tel Aviv-ISR), Robert Koren (West Bromwich-ING), Rene Krhin (Internazionale-ITA), Aleksander Radosavljevic (Tom Tomsk-RUS), Dalibor Stevanovic (Vitesse-HOL), Anton Zlogar (Omonia Nicosia-CHP);

Atacantes: Zlatko Dedic (Bochum-ALE), Zlatan Ljubijankic (Gent-BEL), Milivoje Novakovic (Colônia-ALE), Nejc Pecnik (Nacional-POR).

A missão da Bósnia também é complicada. Os bósnios enfrentarão os portugueses, que vêm embalados depois de conseguir a vaga nos playoffs, com uma incrível sequência de bons resultados e ajuda alheia nas últimas rodadas do grupo 1 das eliminatórias. Além de ter vencido duas vezes a Hungria e arrancado um empate contra a classificada Dinamarca, os portugueses contaram com a derrota dos suecos para os próprios dinamarqueses.

Portugal deve ir para o confronto sem o melhor jogador do mundo na temporada passada, Cristiano Ronaldo. Mesmo sem o superastro, ainda contam com Deco, Simão, Pepe e Liedson, que estreou bem na seleção e parece ter resolvido o eterno problema da camisa 9 lusa.

Do lado bósnio, a equipe só ficou atrás da atual campeã europeia, a Espanha, no grupo das eliminatórias, mas a goleada de 5-2 sofrida diante dos próprios espanhois na última rodada do grupo preocupa a torcida e a mídia bósnia, que têm dúvidas sobre o esquema 3-5-2 adotado pelo treinador Miroslav Blazevic. A grande dúvida é sobre a presença no time titular de Miralem Pjanic, do Lyon, que vem fazendo um excelente começo de temporada. O problema é que, com Pjanic, o time perde força de marcação no meio-campo, e Blazevic não parece disposto a mudar seu sistema para colocar o meia lionês ao lado de Misimovic e Salihovic na mesma formação.

Os convocados por Blazevic para os confrontos contra Portugal foram:

Goleiros: Kenan Hasagic (Büyüksehir-TUR), Nemanja Supic (Timisoara-ROM), Asmir Begovic (Ipswich-ING);

Defensores: Emir Spahic (Montpellier-FRA), Adnan Mravac (Westerlo-BEL), Sanel Jahic (AEK-GRE), Damir Mirvic (Roeselare-BEL), Boris Pandza (Hajduk Split-CRO), Safet Nadarevic (Eskisehirspor-TUR), Dzemal Berberovic (Denizlispor-TUR), Ninoslav Milenkovic (Paralimni-GRE);

Meio-campistas: Dario Damjanovic (Kaiserslautern-ALE), Samir Muratovic (Sturm Graz-AUT), Semir Stilic (Lech Poznan-POL), Sejad Salihovic (Hoffenheim-ALE), Miralem Pjanic (Lyon-FRA), Zvjezdan Misimovic (Wolfsburg-ALE), Zlatan Bajramovic (Eintracht Frankfurt-ALE), Senijad Ibricic (Hajduk Split-CRO), Elvir Rahimic (CSKA Moscou-RUS), Haris Medunjanin (Valladolid-ESP), Admir Vladavic (Red Bull Salzburg-AUT);

Atacantes: Zlatan Muslimovic (PAOK-GRE), Vedad Ibisevic (Hoffenheim-ALE), Edin Dzeko (Wolfsburg-ALE), Ermin Zec (Sibenik-CRO).

O time que deve enfrentar Portugal, salvo surpresas, é Supic; Spahic, Jahic, Nadarevic; Muratovic, Ibricic, Rahimic, Salihovic; Misimovic; Dzeko e Ibisevic.

Liga dos Campeões: Unirea com boas chances, Debrecen encarando a realidade

Na Liga dos Campeões, os romenos do Unirea Urziceni estão na segunda posição do grupo G, com cinco pontos. O líder é o Sevilla, que tem dez. Atrás dos romenos, estão os alemães do Stuttgart, com três pontos, e os escoceses do Rangers, com apenas dois.

O ponto alto da campanha do Unirea foi a goleada sobre o Rangers, em Glasgow, por 4-1, na terceira rodada. Nas outras partidas, o clube foi derrotado pelo Sevilla por 2-0, na Espanha; e empatou duas vezes em casa por 1-1, contra Stuttgart e Rangers.

Na próxima rodada, o Unirea recebe o Sevilla. Caso vença, vai a oito pontos e, se o Stuttgart não derrotar o Rangers, garante a classificação antecipada.

Enquanto isso, no grupo E, os húngaros do Debrecen sofrem com a falta de experiência internacional e com o grupo complicado. A equipe foi derrotada nos quatro jogos que fez no grupo, incluindo um 4-0 para o Lyon dentro de casa, além de de um 5-2 e um 4-3 para a Fiorentina. Só o Liverpool teve um pouco de trabalho contra os húngaros, vencendo apenas por 1-0 na primeira rodada.

Restam ao Debrecen os jogos contra o Liverpool, dia 24 de novembro, em casa, e Lyon, dia 9 de dezembro, na França.

Liga Europa: Dinamo Zagreb perde pontos e dois mandos de campo

O comitê disciplinar da Uefa puniu o Dinamo Zagreb, da Croácia, com a perda de três pontos e de dois mandos de campo na Liga Europa, devido a incidentes com a torcida croata no jogo contra os romenos do Timisoara, no dia 1º de outubro. Com a perda dos pontos, o Dinamo ficou com zero na tabela do grupo, e sem chances de classificação para a próxima fase. O Timisoara, com dois pontos, tem chances remotas. O grupo é liderado pelo Ajax e pelo Anderlecht, ambos com oito pontos.

No grupo B, o Slavia Praga é o lanterna com apenas dois pontos em quatro jogos. O Lille lidera com sete, enquanto Valencia e Genoa têm seis pontos cada.

No grupo E, o CSKA Sofia é o lanterna com apenas um ponto. O Basel lidera com nove, a Roma tem 7, e o Fulham tem cinco pontos.

No grupo F, o Dinamo Bucareste é o terceiro, com três pontos, atrás do Panathinaikos, que tem 9, e do Galatasaray, líder com dez pontos. O Sturm Graz é o lanterna com apenas um.

No grupo G, o Levski Sofia ainda não fez pontos. O Red Bull Salzburg lidera absoluto com doze pontos, enquanto Villarreal e Lazio têm seis pontos, empatados na vice-liderança.

No grupo H, o Steaua Bucareste é o lanterna atrás até do Sheriff, da Moldávia. Os romenos estão com apenas dois pontos, contra quatro dos moldávios. Na liderança estão os turcos do Fenerbahçe, com nove pontos, seguidos pelos holandeses do Twente, com sete.

O Partizan faz uma campanha lamentável no grupo J, sem ter marcado nenhum ponto, e com treze gols sofridos (e cinco marcados) em quatro jogos. O grupo é liderado pelo já classificado Shakhtar Donetsk, com 12 pontos, seguido pelos belgas do Club Brugge, com sete, e pelos franceses do Toulouse, com 4.

No grupo K, o Sparta Praga tem sete pontos na segunda colocação, um ponto atrás do líder FC Copenhagen. Já os romenos do Cluj estão na lanterna com apenas três pontos.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias