iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/10 - 23:45, atualizada às 09:46 29/10

No sufoco, São Paulo vence Inter e assume a liderança

Para ser efetivado na ponta, o Tricolor precisa contar com tropeços de Palmeiras e Atlético-MG na quinta-feira; Bosco foi o grande nome do jogo

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo voltou na noite desta quarta-feira à posição em que se acostumou a ocupar nas últimas edições do Campeonato Brasileiro. Pela primeira vez neste Nacional, o atual tricampeão assumiu a liderança provisória ao derrotar o Internacional por 1 a 0, no estádio do Morumbi.

Em um jogo emocionante, o time de Ricardo Gomes passou sufoco, em função da disposição do Colorado de também buscar a ponta, mas contou com dia inspirado do goleiro Bosco para assegurar o triunfo em casa. O gol que assegurou o resultado positivo foi marcado por Washington, nos acréscimos do primeiro tempo.

Com 55 pontos, o São Paulo fica na torcida no complemento da rodada. Para ser efetivado na liderança, o Tricolor precisa contar com tropeços de Palmeiras e Atlético-MG na quinta-feira. O time de Muricy Ramalho pode voltar à ponta se conseguir um empate diante do Goiás. Já o Inter caiu para a quarta posição no Brasileirão, estagnado com 52 pontos.

Veja o gol da vitória do São Paulo sobre o Internacional

O jogo - veja como foi lance a lance
Apesar de atuar em casa, o São Paulo permitiu que o Inter começasse a partida com mais volume de jogo. O Colorado apostou em trocar passes no sistema ofensivo, enquanto o Tricolor se mostrou perdido com sua nova formação. Com o retorno de Richarlyson ao meio-campo, Ricardo Gomes decidiu manter Adrián González na direita e tirar Junior Cesar da esquerda, onde colocou Jorge Wagner. Hernanes ficou encarregado de armar as jogadas, mas sem sucesso.

O Inter, então, chegou com perigo aos nove minutos, quando Fabiano Eller cruzou errado da esquerda, mas Bosco se atrapalhou e espalmou para o travessão. Mesmo com mais iniciativa, o time gaúcho não conseguiu impor uma pressão aos donos da casa e, por isso, a disputa ficou concentrada na intermediária defensiva do Tricolor, que passou a responder apenas em contragolpes.

O São Paulo, inclusive, só conseguiu ameaçar em falha do goleiro Lauro. Depois de cruzamento da esquerda de Jorge Wagner, Fabiano Eller desviou para cima e o arqueiro colorado não conseguiu segurar. A sorte do goleiro foi a zaga ter afastado antes de Washington chegar.

Do outro lado, o Inter teve boa chance em falta próxima à lateral direita. D'Alessandro arriscou direto para o gol e viu Bosco se esticar para defender. Com dificuldade de superar a zaga adversária, o clube gaúcho só voltou a ameaçar aos 37 minutos, novamente com D'Alessandro, que recebeu livre na área e chutou rasteiro, exigindo excelente trabalho do goleiro tricolor. O argentino levou as mãos à cabeça depois de perder a oportunidade incrível.

Pouco depois, Richarlyson sentiu uma contusão muscular e precisou ser substituído por Junior Cesar. Porém, no último lance da etapa, o Tricolor balançou as redes. Hernanes cobrou escanteio, André Dias desviou de calcanhar e Washington apareceu para completar. Na comemoração, o Coração Valente correu até o símbolo do Tricolor, na lateral do campo, ajoelhou e o beijou.

O gol animou o Tricolor para o segundo tempo. Assim, o time de Ricardo Gomes voltou mais perigoso, principalmente com Dagoberto, que, logo no início, fez fila na defesa do Inter e saiu de frente para o gol, mas Lauro conseguiu abafar para ficar com a bola. No lance seguinte, Jean fez ótimo passe na área para Washington, mas a finalização saiu fraca.

Ao observar seu time dominado em campo, Mário Sérgio promoveu duas alterações. Marquinhos e Alan Kardec entraram nas vagas de Taison e Fabiano Eller. Logo depois das substituições, o Inter quase foi beneficiado por uma falha do sistema defensivo adversário. Miranda tentou recuar para Bosco, que saiu sem achar a bola. O zagueiro, então, correu para tirar o perigo e evitar o gol contra.

Em seguida, nova jogada perigosa. D'Alessandro cruzou da direita para Índio, que apareceu livre atrás da zaga e dominou no peito, mas chutou por cima do travessão. Para reforçar o poder de marcação da equipe, Gomes sacou Adrián González e mandou Zé Luis a campo.

Aos poucos, o nervosismo passou a tomar conta do Inter, que já mostrava pouca paciência para tocar a bola. Atrás, a zaga colorada ainda vacilou e deu a bola de presente para Washington, que finalizou para fora. Do outro lado, Bosco salvou o Tricolor. Primeiro, defendeu chute de Alan Kardec e, em seguida, espalmou batida de Giuliano.

Milton Trajano
mur
Enquanto isso, em Atibaia...


FICHA TÉCNICA - SÃO PAULO 1 X 0 INTERNACIONAL


Local: Estádio Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 28 de outubro de 2009, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Enio Ferreira de Carvalho e César Augusto de Oliveira Vaz (ambos do DF)
Cartões amarelos: Bosco e Hernanes (São Paulo). Giuliano (Inter)
Público: 34.203 pagantes
Renda: R$ 846.825,00
GOL: SÃO PAULO: Washington, aos 47 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Bosco; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González (Zé Luis), Jean, Richarlyson (Junior Cesar), Hernanes e Jorge Wagner; Dagoberto (Hugo) e Washington
Técnico: Ricardo Gomes

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Índio e Fabiano Eller (Alan Kardec); Daniel (Andrezinho), Sandro, Giuliano, D'Alessandro e Kleber; Taison (Marquinhos) e Alecsandro
Técnico: Mário Sérgio


Leia mais sobre: São Paulo Internacional

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

us washington

Washington marca
De forma semelhante ao último jogo, camisa 9 aproveitou escanteio e empurrou para as redes

Topo
Contador de notícias