iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/10 - 13:48

Artilharia do Nacional move "Imperador" rubro-negro

"É uma briga saudável, amigos que estão na disputa, mas estou muito feliz e espero ser o artilheiro", comentou o dez rubro-negro

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Além de ajudar o Flamengo, quinto colocado no Campeonato Brasileiro, com 48 pontos, a se aproximar cada vez mais dos ponteiros da competição, o atacante Adriano terá uma motivação extra quando a bola começar a rolar para o clássico contra o Botafogo, neste domingo, no Engenhão: se isolar na artilharia do torneio.

Atualmente com 15 gols, o 'Imperador' tem a indesejável companhia do atleticano Diego Tardelli - seu companheiro também na seleção brasileira - e do colorado Alecsandro. "É uma briga saudável, amigos que estão na disputa, mas estou muito feliz e espero ser o artilheiro", reforçou o dez rubro-negro.

Na visão de Adriano, sua boa fase atual nada mais é do que um reflexo exato do momento vivido por todo o time do Flamengo na competição. E o mesmo se aplica aos rivais na corrida pela artilharia do Brasileirão.

"O atacante só fará gols quando a equipe estiver bem. Estamos ali para isso, mas nada mais é do que uma consequência do que o time está fazendo dentro da competição", filosofou a referência ofensiva rubro-negra.

Desde o surgimento do Campeonato Brasileiro com a atual denominação, disputado em 1971, o Flamengo já fez o principal artilheiro da competição em três oportunidades: 1980 (Zico, com 21 gols), 1981 (Nunes, com 16) e 1982 (Zico, com 21 gols). Em duas destas edições, o time também terminou como campeão nacional, em 1980 e em 1982.

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias