iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/08 - 11:14

Pela Copa, capital jurídica da África do Sul vira "canteiro de obras"
Ruas, centros comerciais, hotéis e outros tipos de estabelecimentos passam por reformas com o objetivo de ficarem prontos para receber turistas do mundo todo em 2010

Levi Guimarães, enviado especial iG Esporte

BLOEMFONTEIN (África do Sul) - Na chegada à cidade, já é possível perceber que ela se prepara para algo importante. Um trecho da N1, rodovia que liga as três capitais da África do Sul (Cidade do Cabo, Bloemfontein e Pretoria), passa por obras de ampliação e recapeamento, assim como várias ruas e avenidas ao longo da cidade.

O movimento dos trabalhadores, claro, muda a rotina local. Ruas interditadas, placas indicando caminhos alternativos, trânsito carregado às 11h da manhã em uma cidade com menos de 400 mil habitantes.

A situação, no entanto, não parece irritar a população. Pelo contrário, na cidade cujo nome significa “Fonte das flores”, todos se mostram, de alguma forma, envolvidos com a expectativa para a Copa do Mundo de 2010. E, talvez por isso, não se importem em viver em meio a um verdadeiro canteiro de obras.

Nos principais shoppings da cidade, o Loch Logan Waterfront e o Mimosa Mall, as reformas vão desde ampliação dos estacionamentos até redecoração de lojas e restaurantes.

Os dois centros comerciais devem polarizar a “briga” pelos turistas no ano que vem, já que ambos ficam próximos do estádio que receberá seis partidas do Mundial, o Free State Stadium (o Waterfront fica exatamente ao lado do estádio, enquanto o Mimosa está a cerca de 1,5 km).

Curioso é perceber que enquanto centros comerciais e outros tipos de negócios, como hotéis e restaurantes, se reconstróem para o evento, o palco principal tem pouco movimento.

Afinal, o estádio teve as obras concluídas antes de junho, quando recebeu a Copa das Confederações, inclusive o jogo de estreia da Seleção Brasileira, que na ocasião bateu o Egito por 4 a 3. A reforma aumentou a capacidade da Arena de pouco mais de 20 mil para 48 mil torcedores.

Ruas de Bloemfontein estão cercadas de obras da Copa do Mundo


Preparação “oficial”
Enquanto comerciantes investem em reformas e a população mostra apoio ao evento, o comitê organizador local e a prefeitura correm contra o tempo para resolverem os principais problemas estruturais do município.

Com a conclusão do estádio, a principal obra no momento é a ampliação do aeroporto local. Acostumado com um movimento de 200 mil pessoas por ano, o local conta com apenas um terminal de embarque e outro de desembarque.

A ampliação, portanto, é fundamental para receber os torcedores das equipes com sede na cidade. Para as seis partidas, quase 300 mil ingressos serão vendidos, e a maior parte para turistas.

Outras etapas da preparação da cidade incluem melhorias no transporte, com treinamento de motoristas e compra de novos veículos, construção de áreas para treinos, para as chamadas “fan fests”, que recebem os torcedores sem ingressos, além da preparação de pessoal em áreas como turismo, saúde, gerência de desastres e segurança.


Leia mais sobre: África do Sul Copa do Mundo Bloemfontein

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Levi Guimarães

Trator em Bloemfontein

Bloemfontein
É comum se deparar com diversos tratores pelas ruas da capital jurídica da África do Sul

Topo
Contador de notícias