iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/07 - 10:53

Atlético-MG luta por liderança contra ameaçado São Paulo
Tricolor paulista é o atual tricampeão nacional, enquanto o Galo esteve recentemente na Série B

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O estádio do Mineirão receberá na noite desta quinta-feira o exemplo claro de que é verdadeiro o bordão 'o futebol é dinâmico'. Nos últimos anos, o São Paulo normalmente foi favorito num confronto diante do Atlético-MG. Afinal, o Tricolor paulista é o atual tricampeão nacional, enquanto o Galo esteve recentemente na Série B e, desde que voltou à elite, ocupou sempre posições medianas.

Porém, desta vez, os clubes se encaram em situações invertidas, às 21 horas, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time mineiro disputa a liderança da competição, enquanto a equipe paulista ainda não engrenou e está perto da zona de rebaixamento com 11 pontos, dez a menos que o adversário da noite desta quinta-feira. O Atlético não queria o favoritismo, mas sabe que precisa vencer jogos importantes para se manter no topo.

"O São Paulo sempre é um adversário muito perigoso e muito qualificado, independentemente do momento em que esteja. O Atlético é que vem aí e carrega de novo a responsabilidade de ser líder do Campeonato Brasileiro, então tem que se acostumar com isto e fazer um bom jogo", reconhece o técnico Celso Roth.

Sem impor o mesmo respeito que tinha nas temporadas anteriores, o São Paulo assume o papel de coadjuvante no duelo desta quinta-feira, mas espera usar o compromisso diante do líder como o início da arrancada. O técnico Ricardo Gomes quer aproveitar a empolgação do adversário para fazer o Tricolor se reencontrar no Brasileirão.

"O Atlético passa por grande momento e tem um time rápido, leve. Acho melhor enfrentar uma equipe assim, que joga e não fica lá atrás. Vai ser um excelente jogo, entre o campeão e o líder", ponderou.

Com pouco mais de 20 dias à frente do Tricolor, Gomes ainda se apega à trajetória vitoriosa do clube nas temporadas passadas para sonhar com a fuga do São Paulo da parte de baixo da tabela.

"Nós vamos jogar contra o melhor time, mas uma vitória nos deixa em posição excelente. Apesar de o Atlético viver melhor momento, o São Paulo tem um passado que deixa jogadores, comissão técnica e torcedores com muita confiança. Tradicionalmente, este clube tem se recuperado para sair vitorioso e isso pesa para os atletas", argumentou.

O Galo, por sua vez, não parece estar disposto a ceder a recuperação para o adversário, mas terá problemas no Mineirão. Celso Roth escalará o time no 3-5-2, mais por falta de opções que por gosto. Os volantes Renan - que já não poderia jogar porque tem vínculo com o São Paulo - e Márcio Araújo estão suspensos e, como há somente um reserva na posição, o esquema será alterado. Alex Bruno será o terceiro zagueiro, enquanto Serginho será titular pela primeira vez desde que se recuperou de grave lesão no joelho.

"Nós vínhamos com três jogadores de meio-campo com características de muita marcação: Jonílson, Renan e Márcio (Araújo). De marcação e que sabem jogar. De repente, a gente perde dois e uma das reposições é de um jogador que está voltando, então nós temos que ter muito cuidado, o torcedor precisa entender isto também", explica Celso Roth.

Já Ricardo Gomes tem problemas na zaga para escalar o São Paulo e faz mistério sobre a equipe que colocará em campo. Renato Silva e André Dias terão de cumprir suspensão e, por isso, Jean Rolt ganha nova chance, ao lado de Miranda. O mais provável é que o treinador promova o retorno do time ao esquema 4-4-2, com Jorge Wagner no meio-campo. Hernanes, por sua vez, deve perder seu lugar para Eduardo Costa. Na frente, Hugo é o que tem mais chances de ser escalado com Borges.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2009, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS)
Assistentes: José Antônio Chaves Franco Filho e Marcelo Bertanha Barison (ambos de RS)

ATLÉTICO-MG: Aranha; Werley, Welton Felipe e Alex Bruno; Carlos Alberto, Jonílson, Serginho, Júnior e Thiago Feltri; Éder Luís e Diego Tardelli.
Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO: Denis; Zé Luis, Jean Rolt, Miranda e Junior Cesar; Eduardo Costa, Jean, Jorge Wagner e Marlos; Hugo e Borges
Técnico: Ricardo Gomes


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias