iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/07/2009 - 19:20

Derrota é recebida com naturalidade no Cruzeiro
"Infelizmente, a nossa equipe desmoronou, mas continuamos lutando até o final. O que importa é que a gente não desistiu em momento algum", disse o zagueiro Neguete

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O Cruzeiro entrou em campo no clássico contra o Atlético-MG, neste domingo, como franco atirador. Os poucos titulares só jogaram porque estão voltando do departamento médico e ainda precisam pegar ritmo de jogo. A dupla de zaga era formada por Neguete e Vinícius, dois juniores.

A torcida sabia bem que vencer o Galo - em boa fase - era missão difícil. Quando Zé Carlos deu um soco em Renan e foi expulso com menos de um minuto, ela se tornou quase impossível. Por tudo isto, a derrota por 3 a 0 não causa nenhum estrago na Toca da Raposa. A prioridade é a final da Libertadores, na quarta, contra o Estudiantes.

"O time está de parabéns, lutou o tempo todo. A torcida veio aqui e incentivou. Não só os jogadores, mas a torcida também está de parabéns, incentivando e apoiando, na hora em que a gente estava com a bola, gritando 'olé', sabendo do nosso empenho e da nossa dedicação dentro de campo", agradeceu Athirson, lateral que atuou no meio-campo.

O jovem zagueiro Neguete concordou com a avaliação do veterano. "Infelizmente, a nossa equipe desmoronou, mas continuamos lutando até o final. O que importa é que a gente não desistiu em momento algum", decretou o júnior.


Leia mais sobre: Cruzeiro Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias