iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/06/2009 - 19:20

Eller acredita que falta maturidade ao time do Santos

"Às vezes, estamos ganhando a partida, só que temos um time ofensivo, que acaba querendo fazer mais (gols), quando na verdade era para estarmos mais fechados"

Gazeta Esportiva

SANTOS - Um dos jogadores mais experientes do elenco do Santos, o zagueiro Fabiano Eller tem uma teoria quanto à recente má fase da equipe, que já está há quatro rodadas sem vencer dentro do Campeonato Brasileiro. Na opinião do defensor, está faltando mais maturidade ao time, que por vezes tem a vantagem no placar, mas não consegue administrá-la.

"Eu não sou o dono da verdade. No entanto, para mim, está faltando um pouco mais de maturidade para a gente. Às vezes, estamos ganhando a partida, só que temos um time ofensivo, que acaba querendo fazer mais (gols), quando na verdade era para estarmos mais fechados, procurando surpreender nos contra-ataques", disse Eller, baseado em dois exemplos recentes da trajetória do Peixe dentro do Brasileirão, para dar sustentação a sua tese.

Na partida contra o Botafogo, o Alvinegro Praiano empatava em 0 a 0 até os dez minutos finas do confronto e sofreu dois gols no final do jogo. Resultado: 2 a 0 para os cariocas. E contra o Atlético-MG, os santistas foram para o intervalo vencendo por 1 a 0, mas permitiram a virada dos mineiros, que ganharam o duelo por 3 a 2.

"Contra o Botafogo, a gente não estava jogando bem, só que tínhamos que ter feito uma boa leitura de jogo. Do jeito que estávamos jogando, 0 a 0 estava de bom tamanho. Devíamos ter voltado todo mundo para o campo de defesa, marcar, e na hora certa sair nos contragolpes. Era isso que a gente precisava ter feito. O empate era bom", ponderou Fabiano Eller. "Contra o Atlético-MG também. Estávamos vencendo por 1 a 0 suficiente, que era o suficiente. É por isso que eu digo que está nos faltando mais maturidade e experiência, em casos como esses", disse.

O zagueiro também criticou o fato do Santos ter se tornando uma equipe mais previsível nos seus últimos jogos. "Às vezes a gente jogava contra-atacando o adversário. Só que agora estamos jogando com a maioria no campo deles. Desta forma, viramos alvo fácil na marcação, deixando o sistema defensivo aberto. Quando nos marcam bem, ficamos sem espaços e isso acaba nos complicando. Daí quando os resultados não vêm, a responsabilidade cai para os mais experientes, que são a maioria dos jogadores", contou Eller, um dos mais veteranos do grupo, com 31 anos de idade.

No Peixe, além do próprio Fabiano Eller, cinco titulares estão acima da casa dos 30 anos. São eles: o goleiro Fábio Costa (31), o zagueiro Fabão (33), o lateral Léo (33), o volante Roberto Brum (30) e o atacante Kléber Pereira (33).

Mas, na visão do defensor, ter atletas experientes não dá ao Alvinegro Praiano uma equipe mais preparada para os momentos difíceis. "O Neymar e o Paulo Henrique (Lima) estão jogando há muito tempo. Sem querer queimar a garotada, mas não se pode só culpar os experientes. Todos nós somos os responsáveis pelo que acontece no campo. Nós precisamos saber o que está certo ou errado. Desta forma, cada um vai carregar um pouco do peso e o Santos voltar a ganhar", encerrou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias