iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/06/2009 - 10:35

Leonardo "antecipa" reforços do Milan: Messi e C. Ronaldo

Brasileiro brincou ao comentar quem deve chegar no Milan durante os próximos meses

Gazeta Esportiva

MILÃO (Itália) - O brasileiro Leonardo foi apresentado nesta segunda-feira como técnico do Milan para a próxima temporada do futebol europeu. Sucessor de Carlo Ancelotti, o ex-jogador garantiu em sua "cerimônia de posse" que tentará segurar Kaká e recuperar Ronaldinho Gaúcho, mas gracejou ao ser questionado sobre uma lista de reforços.

"O Kaká, assim como outros dos nossos grandes jogadores, será assediado por muitos clubes de destaque. Mas isso não me é estranho", analisou Leonardo, tentando afastar as investidas do Real Madrid. "Ele é um jogador de enorme referência para o time e é importante mantê-lo conosco", complementou o principal responsável por levar o menino do São Paulo no início de 2003 para o clube rossonero.

Leonardo também tentará manter no San Siro outro brasileiro: Ronaldinho Gaúcho, que há algumas temporadas não tem conseguido repetir as atuações que o consagraram entre 2002 e 2005. "Eu vejo nele um desejo gigante de reencontrar a melhor forma", resumiu o treinador de 39 anos.

Além de indicar quem deve ficar no Milan para a próxima temporada, Leonardo deve preparar em breve uma lista de reforços. Entretanto, o brasileiro adiantou dois nomes: "Eu já pedi o Lionel Messi e o Cristiano Ronaldo", gracejou, citando os dois melhores jogadores do mundo na atualidade e também sabendo que as duas contratações seriam praticamente impossíveis.

Após nomear Fabio Capello o melhor técnico que já viu e eleger a seleção brasileira de 1982 o time de futebol mais bonito, Leonardo deu prévias de seu estilo. Tanto de jogo como de vestimentas. "As pessoas vão me ver mais de terno, com certeza", iniciou, antes de falar exclusivamente sobre futebol.

Tenho meu próprio estilo de treinar uma equipe e pretendo trabalhar com dois assistentes, que vão aliar informações científicas e dados técnicos. Quero um time rápido, que saiba usar a velocidade quando tiver a bola. Sobre a formação tática, o Milan sempre joga em um 4-3-1-2, mas pode variar. Quero um time ofensivo e atraente", resumiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias