iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/05/2009 - 12:03

Presidente do Arsenal lamenta criticas a Wenger

O clube de Londres amarga um jejum de títulos desde 2005, quando venceu a Copa da Inglaterra

EFE

LONDRES (Inglaterra) - O presidente do Arsenal, Peter Hill-Wood, admitiu o "mal-estar" causado pelos comentários "sarcásticos e negativos" e as críticas "totalmente fora de contexto" feitas ao francês Arsene Wenger, técnico do clube, por alguns acionistas. O clube de Londres amarga um jejum de títulos desde 2005, quando venceu a Copa da Inglaterra.

De acordo com o tablóide "Daily Mirror", o Arsenal realizou em 14 de maio uma entrevista com Wenger no Emirates Stadium que teve perguntas "vergonhosas" de alguns acionistas.

O encontro foi feito depois de a equipe ser eliminada pelo Manchester United na semifinal da Liga dos Campeões. Na partida de volta, no Emirtares Stadium, Wenger chegou a discutir com alguns torcedores.

Na reunião, o zagueiro francês Mikael Silvestre, de 31 anos, foi chamado de "geriátrico", enquanto um torcedor acabou aplaudido pelos presentes ao defender a venda do atacante togolês Emmanuel Adebayor.

O francês, cujo nome tem sido ligado ao Real Madrid, está à frente do Arsenal desde 1996 e é o treinador mais bem-sucedido na história do clube, como lembrou Hill-Wood.

"Temos aqui o treinador que obteve mais troféus para o clube em nossa história e dois ou três acionistas se permitem fazer comentários entre os mais negativos, hostis e sarcásticos que, na minha opinião, estiveram totalmente fora de contexto", apontou o presidente.

Sobre Wenger, o dirigente disse que ele teve postura "muito diplomática", e que ele mesmo não teria sido "tão educado".

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias