iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/05 - 21:19

Vaiado pela primeira vez, Rospide explica suas escolhas

Técnico interino do Grêmio colocou Túlio e Alex Mineiro no lugar de Douglas e Maxi López, e ouviu vaias

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - Vaias. Pela primeira vez, vais foram proferidas a Marcelo Rospide. O técnico interino do Grêmio não agradou à torcida com suas substituições no empate por 1 a 1 com o Santos, neste domingo. O resultado igual, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, acabou com o desempenho de 100% de Rospide no comando da equipe tricolor. "Isso é normal. Não vou ter a pretensão de ser sempre ovacionado", comentou, sobre os resmungos vindos das arquibancadas.

As modificações que não agradaram aos gremistas foram a entrada de Túlio no lugar de Douglas e, sobretudo, a saída de Maxi López para o ingresso de Alex Mineiro. "Naquele momento estávamos perdendo o meio. O Túlio daria consistência. Já o Maxi López reclamou um desconforto no intervalo. Temos que pensar adiante, também", explicou Rospide.

O duelo diante do Peixe foi o primeiro do interino diante de um adversário brasileiro. Nos seus outros confrontos no comando da equipe, todos ocorreram pela Libertadores. Na sua conta estão quatro vitórias e um empate. Não só pelo placar, mas pelas dificuldades em si proporcionadas pelo Alvinegro, essa foi a partida mais complicada desde que Rospide assumiu o cargo. "O jogo do Chile (contra o Universidad) foi do mesmo nível de dificuldade. Pela característica do jogo, por ser uma equipe brasileira, eu diria que foi o mais difícil até agora", revelou.

Um empate em casa não estava nos planos dos gremistas. Porém, não há motivos para pânico. Assim como os jogadores, o treinador ressaltou que o Brasileirão é longo e lembrou que na quarta há jogo pela Libertadores, contra o San Martín. "O campeonato é muito longo. A obrigação é sempre de vencer. São 38 finais. Na quarta-feira temos uma decisão. Temos que confirmar a classificação. Não ganhar em casa faz parte", ressaltou.

A semana deve marcar os últimos dias de Ropside no cargo. Caso o Al-Rayyan, comandado por Paulo Autuori, seja eliminado na Copa do Emir, na quarta-feira, ele chegará ao Olímpico no fim de semana. Caso se classifique para a decisão, Autuori deverá chegar em Porto Alegre somente na segunda.

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias