iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/05/2009 - 14:46

Hamburgo e Shakthar Donetsk estão perto da final da Copa da Uefa

Dois times venceram o jogo de ida da semifinal  e levam vantagem para as partidas desta quinta-feira

EFE

BERLIM (Alemanha) - Hamburgo e Shakhtar Donetsk jogam amanhã em casa contra Werder Bremen e Dínamo de Kiev, respectivamente, com vantagem para confirmar presença na decisão da Copa da Uefa desta temporada.

Na Arena Hamburg, os donos da casa chegam amparados pela vitória de 1 a 0 na primeira partida, em Bremen. Os comandados do técnico holandês Martin Jol estão a um empate de voltar à final de um torneio europeu.

Pela tradição, o Hamburgo é favorito: conquistou a Copa da Europa (hoje Liga dos Campeões) em 1983 e a Recopa de 1977. Além disso, a equipe busca se vingar da eliminação para o Werder, nos pênaltis, na semifinal da Copa da Alemanha desta temporada.

O Hamburgo ainda sonha com o título do Campeonato Alemão, mas está apenas em quinto lugar, com 55 pontos - a cinco do líder Wolfsburg.

Já para o Werder, que conta com os brasileiros Diego e Naldo, a atual edição da Copa da Uefa é uma das salvações da temporada. O time está fora da briga pelo Alemão há algum tempo, ocupando atualmente a décima posição, e também decidirá a Copa da Alemanha com o Bayer Leverkusen.

O Shakhtar Donetsk, por sua parte, está bem perto de sua primeira final europeia. Para isso, conta com uma legião de brasileiros como os meias Fernandinho e Jadson (ambos ex-Atlético-PR), o lateral Ilsinho (ex-São Paulo e Palmeiras) e o atacante Luiz Adriano (ex-Internacional), entre outros.

Foi de Fernandinho o gol do empate em 1 a 1 com o Dínamo em Kiev, na primeira partida.

Já o Dínamo chega ao Estádio Olímpico de Donetsk precisando de uma vitória simples para avançar. O time, que conta com o brasileiro Betão - agora lateral-direito -, quer mais um título europeu. A mais tradicional equipe da Ucrânia já levou as Recopas de 1975 e 1986, além da Supercopa Europeia de 1975.

A situação do clube no Campeonato Ucraniano é mais confortável: só precisa de um ponto em quatro jogos para conquistar novamente o título nacional.


Leia mais sobre: Copa da Uefa Hamburgo Shakhtar Donetsk

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias