iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/04/2009 - 09:51

Cartaz foi o estímulo santista para arrancada no Paulistão

Vágner Mancini pediu as seguintes palavras para os jogadores do Peixe: vitória, gol, garra, alegria e família

Gazeta Esportiva

SANTOS - Um dos técnicos que vêm despontando da nova geração, Vágner Mancini já tem em seu currículo passagens importantes e conquistas por outros clubes, casos de Paulista (onde foi campeão da Copa do Brasil de 2005) e Vitória (vencendo o Campeonato Baiano de 2008). Nesses trabalhos, além de amadurecer a sua linha de conduta junto aos jogadores, o treinador absorveu variados métodos de motivação.

Quando assumiu o Peixe, há pouco mais de dois meses, Mancini sabia que o elenco tinha problemas e que vários atletas estavam com a auto-estima em baixa. Foi pensando nisso que o comandante alvinegro, na época, optou por uma tática diferente de motivação, colocando um cartaz com algumas palavras de ordem, como: vitória, gol, garra, alegria e família.

Tudo isso fazia parte, segundo o técnico santista, de um compromisso da equipe, que era tirar o time da Vila Belmiro da incômoda situação em que se encontrava, para alçar vôos maiores dentro da competição. E deu certo. Tanto que no treino desta terça-feira, Vágner Mancini trouxe o cartaz que ficava em uma área reservada apenas aos jogadores e a comissão técnica para o centro do gramado do CT Rei Pelé.

"A nossa intenção era que, a cada vez que o atleta olhasse aquele cartaz, ele visse que os desejos feitos lá atrás estão se tornando realidade. Felizmente isso vem sendo possível. Desta forma, a motivação deles aumenta ainda mais, porque não tem como explicar a sensação de você saber que está conseguindo alcançar etapas que antes pareciam tão distantes", contou.

Animado com a receptividade do grupo a sua ideia, Mancini não quer que o grupo se acomode por ter chegado à final do Estadual. "Hoje temos que saber que o grupo vive um momento emocional diferente, por tudo que viveram os atletas que estavam aqui em 2008 (briga contra o rebaixamento no Brasileirão) e em 2009, depois de um começo difícil, de repente chegamos a decisão. Esse é o momento de dar uma atenção especial a eles, até para que a gente não relaxe neste momento e mantenha vivo o sonho do título", finalizou.


Leia mais sobre: Santos Vágner Mancini

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

foto do técnico na primeira coletiva

Vágner Mancini
Técnico percebeu clima ruim do Santos e implantou modo curioso de motivação

Topo
Contador de notícias