iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/03 - 09:14

Em Andradas, Cruzeiro reencontra seu último algoz mineiro

Rio Branco faz a segunda melhor campanha do interior, ocupa a quarta posição com 15 pontos e possui 100% de aproveitamento jogando em casa

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Neste domingo, o Cruzeiro vai a Andradas, no Sul de Minas, enfrentar um de seus desafios mais complicados da primeira fase do Campeonato Mineiro às 16 horas (de Brasília). O Rio Branco faz a segunda melhor campanha do interior, ocupa a quarta posição com 15 pontos e possui 100% de aproveitamento em seu estádio, o Parque do Azulão.

Contudo, o técnico celeste não acredita que o time da casa partirá para o ataque, tentando fazer valer este bom retrospecto. Adilson Batista espera por um time cauteloso, que busque jogar no contra-ataque, como tem acontecido nas últimas partidas do time, principalmente no Estadual.

"Contra o Cruzeiro os adversários fecham, marcam, não deixam jogar, recompõem, fazem falta, mudam o esquema. É o preço de se jogar em um clube da grandeza do Cruzeiro", disse o treinador.

Na verdade, o Rio Branco nem precisa mudar seu esquema. Na última partida, contra o Tupi, em Juiz de Fora, o técnico Paulo César Catanoce escalou o time com três zagueiros. Mesmo com muitos desfalques, o Azulão venceu por 1 a 0, em noite inspirada do goleiro Glaysson. Para este domingo, a tarefa pode ser ainda mais complicada, porque Márcio Guerreiro, o cérebro do time, está suspenso com três amarelos.

De toda forma, Adilson Batista espera por um jogo duro, equilibrado, baseando-se até mesmo na sua memória como jogador cruzeirense, no início da década de 1990, época em que o time do Sul do Estado sagrou-se campeão do interior por duas vezes.

"Eu, quando atleta, sempre tive jogos difíceis lá. Não vai ser diferente este ano. Temos que nos cuidar para fazermos um bom jogo e tentar vencê-los", adverte o comandante celeste. Vale lembrar ainda que o Rio Branco foi o último time mineiro a vencer o Cruzeiro, em 13 de março do ano passado, 1 a 0 no Mineirão.

Embora não seja muito badalada, esta partida é muito importante para o futuro celeste no Campeonato Mineiro. A Raposa está apenas um ponto à frente do Galo na tabela e precisa vencer os dois jogos restantes se quiser terminar a primeira fase com a melhor campanha, o que dá vantagem do empate no mata-mata.

O próximo jogo pela Libertadores é somente em abril e, portanto, os celestes podem voltar todo o foco para o Estadual. O principal problema são as ausências do meia Wagner e do atacante Thiago Ribeiro, que se machucaram contra o Universitario de Sucre, no meio da semana.

FICHA TÉCNICA
RIO BRANCO X CRUZEIRO

Local: Parque do Azulão, em Andradas (MG)
Data: 22 de março de 2009, domingo
Horário: 16h (em Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago e Ângela Paula Ribeiro

RIO BRANCO: Glaysson; André Alves, Anderson Carvalho e Thiago Costa; Rômulo, Fábio Gomes, Dudu Araxá, Márcio Diogo (Felipe) e Márcio Loyola; Gil e Anderson Antunes
Técnico: Paulo César Catanoce

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan (Jancarlos), Thiago Heleno, Leonardo Silva (Anderson) e Sorín; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires e Gerson Magrão; Kléber e Wellington Paulista
Técnico: Adilson Batista


Leia mais sobre: Cruzeiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm

Sorín

Juan Pablo Sorín
Lateral-esquerdo atuou nas últimas quatro partidas e será poupado contra o Rio Branco

Topo
Contador de notícias