iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/03 - 20:15

Maluf e Kléber conversam e termina a briga no Cruzeiro
"Hoje, nós reunimos - eu, o Kléber e o Zezé - e colocamos que não podemos deixar que um fato isolado vire uma crise no Cruzeiro", disse o dirigente

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Acabou, pelo menos por enquanto, a polêmica envolvendo o atacante Kléber e a diretoria do Cruzeiro. Nesta sexta-feira, o jogador se reuniu com o presidente Zezé Perrella e com o diretor de futebol Eduardo Maluf para pôr um ponto final na discussão a respeito da multa a ser aplicada pela expulsão na partida contra o Universitario de Sucre.

Eduardo Maluf deu uma entrevista coletiva após a conversa para explicar o que aconteceu. "Hoje, nós reunimos - eu, o Kléber e o Zezé - e colocamos que não podemos deixar que um fato isolado vire uma crise no Cruzeiro", priorizou o dirigente deixando claro que a ideia é manter o grupo unido.

A polêmica começou na quinta-feira, quando Kléber ficou sabendo, por meio de jornalistas, que seria multado pelo cartão vermelho. Em resposta, o Gladiador disse que desaprovava a atitude do dirigente de "mandar recados pela imprensa" e que já tinha ouvido declarações infelizes de Maluf à época de sua contratação, que o deixaram chateado.

Quanto à primeira parte, o diretor de futebol confirmou que, realmente, falou da multa antes à imprensa e só depois ao atleta. "Não houve nenhum contato meu com o Kléber dentro do vestiário após o jogo. Eu só fui ter contato com ele no outro dia, pela manhã, no hotel", reconheceu.

No entanto, Maluf fez questão de esclarecer que, em nenhum momento, se opôs à contratação de Kléber, como pensava o jogador. Ele não negou que a ideia inicial era vender Guilherme por 9 milhões de euros, mas, uma vez que isto não foi possível, aceitou, de braços abertos, o negócio com o Dínamo de Kiev - o clube ucraniano deu Kléber e mais 5 milhões de euros por Guilherme.

"Eu falei para o Zezé (Perrella, presidente): 'vamos trazer o Kléber, um jogador de nível indiscutível, vai ser ídolo no Cruzeiro, tem um potencial enorme e nós vamos fazer muito mais dinheiro do que está sendo com o Dínamo de Kiev'. Naquela oportunidade, eu fiz tudo para que o Kléber viesse", contou Eduardo Maluf.

Por fim, o diretor de futebol disse que a hierarquia está mantida e que não há mágoas entre as partes. "Ele é importante para o Cruzeiro como jogador, eu me sinto importante para o Cruzeiro como dirigente. Acertamos, a multa está mantida e o Kléber, com certeza, vai ser um jogador muito importante para o Cruzeiro", concluiu Maluf, mostrando confiança na solução do problema.


Leia mais sobre: Cruzeiro Kléber

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias